Ações Linx LINX3

Linx SA

A Linx (ações LINX3) é uma empresa de tecnologia focada no desenvolvimento e fornecimento de softwares voltados ao segmento do varejo. Ver mais

Conheça Linx ações LINX3

Linx é uma companhia de capital aberto com ações listadas na bolsa de valores brasileira, elas são negociadas através do ticker LINX3 na B3.

CNPJ

PÁGINA NA B3Ver site ⇨

FUNDADO

IPO

VALOR MERCADO

PÁGINA DE RIVer site ⇨

SITE OFICIALVer site ⇨

A Linx (ações LINX3) é uma empresa de tecnologia brasileira focada no desenvolvimento e fornecimento de softwares voltados ao segmento do varejo.

Fundada em 1985, a Linx (ações LINX3) foi obra do paulistano Nércio Fernandes, na época com 22 anos. Nércio cursava a faculdade de engenharia civil, quando resolveu parar a graduação para investir em seu próprio negócio relacionado a informática e tecnologia. A partir daí, o jovem empresário chegou a vender seu Monza para abrir, com mais alguns sócios, a Microserv Comércio e Consultoria Ltda, que posteriormente viria a se tornar a conhecida Linx.

Pouco tempo após ser fundada, a Linx já estava presente no mercado, atendendo pequenos comércios no estado de São Paulo, na região do Brás e do Bom Retiro. Foi nessa época em que a pequena empresa desenvolveu o MicroMalhas, um software voltado para o mercado varejista de roupas. Algum tempo depois da criação do novo software, em 1994, a companhia passou a chamá-lo de Linx. O software por sua vez, viria a se tornar o principal produto do grupo, chamado “ERP Linx”, dessa vez voltado para diversos segmentos do varejo.

Nos anos 2000, foi iniciado o programa para realizar as vendas do Linx ERP, implementação e o treinamento necessário. As vendas eram feitas para regiões na qual a empresa ainda não estava presente com escritórios próprios. Além disso, também foi criado a Linx Logística, especializada em logística interna.

Com esta primeira expansão, a empresa seguia em busca de mais crescimento. Com uma nova estrutura mais sólida e complexa, e a atuação de maneira paralela da Linx Sistemas, Linx Logística e Linx Telecom, a diretoria se viu com a necessidade de criar uma holding para unificar as unidades citadas. Desse modo, em 2004, surgiu a LMI S.A, que posteriormente passou a se chamar Linx S.A.

No ano de 2009, a Linx recebeu um financiamento por parte do BNDESPAR, para realização de aquisições para ampliar as operações da empresa – Confira mais abaixo algumas aquisições da Linx.

Com o constante crescimento, foi criado um novo serviço, chamado de Linx Prevenção de Perdas para o varejo, com foco em diminuir as perdas materiais, de tempo, de oportunidades de negócios e de capital, em diversas partes dos negócios de seus clientes.

No ano seguinte, em 2011, a empresa passou a ocupar 10 andares em um edifício em São Paulo, além de receber investimentos a partir do fundo americano de private equity, General Atlantic.

Já em 2013, a Linx inicia o processo para fazer parte do Novo Mercado da B3, através da oferta pública inicial (IPO). Foi movimentado cerca de R$ 251 milhões, na época, o 5º maior em volume na Bolsa. O IPO foi visto com bons olhos pelo mercado, fato comprovado pelos números apresentados, além da adesão ao Novo Mercado, que exige padrões elevados em transparência e governança. Suas ações são negociadas na bolsa pelo ticker LINX3.

Logo em 2014, a Linx conseguiu alcançar mais de R$ 331 milhões de receita operacional bruta, cerca de 27% a mais do que em 2013. As aquisições realizadas pela empresa certamente ajudaram a atingir tal resultado.

Confira algumas das mais recentes compras feitas e fatos relevantes de acordo com os anos:

2012

  • Compra da Compacta Informática, por R$ 46,2 milhões.

2014

  • Compra das companhias Rezende Sistemas, Net4Biz, Big Sistemas e da Softpharma, por mais de R$ 150 milhões;
  • Criada uma Joint Venture com a Cielo, com o objetivo de oferecer uma plataforma integrada de gestão e pagamento para os varejistas pequenos no Brasil. A Joint Venture foi encerrada em novembro do ano seguinte.

2015

  • Aquisição da Neemu e Chaordic, por cerca de R$ 78,5 milhões. As empresas eram líderes na personalização da experiência de compra online, com foco especial nas ferramentas de busca e recomendação para e-commerce. As aquisições ampliaram as ofertas do varejo online, integrando os mundos online e offline, reforçando o suporte para os clientes.

A Linx realizou muitas aquisições, além dessas, nos últimos anos como da Intercamp, Opus Software, Bitix Consultoria, Shopback, entre muitas outras, que juntas, passaram da casa dos R$ 800 milhões.

Uma compra importante foi a da Synthesis, grupo argentino especialista no mercado varejista. A oficialização do negócio em 2017 ficou marcada como a primeira aquisição internacional da Linx, por US$ 16,3 milhões. A união resultou na marca internacional, Napse.

Além de atuar de maneira consistente no mercado de softwares e serviços, a Linx também está presente em causas sociais, apoiando o Instituto Ayrton Senna, no projeto de implementação das políticas de aprendizagem escolar direcionadas à alfabetização.

Premiações da Linx

2012

  • Presente entre as 250 empresas que mais crescem no segmento PME – Exame PME.

2015

  • Melhor POS – Point of Sale – Br Week – O prêmio foi conquistado de maneira consecutiva nos anos seguintes.

2016

  • Melhor Fornecedor de Software de Emissão de Nota Fiscal- BR Week – Prêmio também conquistado nos anos seguintes.

2017

  • 1ª lugar na categoria Melhor CFO, Prêmio Times Executivos América Latina, da revista Institutional Investor;
  • 2º lugar nas categorias Melhor CEO, Investor Relations Team e Analyst Day;
  • 3º lugar nas categorias IR Professional, Investor Relations Program e Website.

A Linx (ações LINX3) é uma das líderes no mercado de software de gestão, presente em cerca de 45% do mercado de software para varejo no Brasil, segundo o IDC, demonstrando presença em boa parte dos negócios. Além disso, foi a primeira empresa brasileira de software a estar presente na bolsa americana, NYSE, integrante desde 2019. Atualmente, a empresa conta com mais de 3,5 mil funcionários, entre a sede em São Paulo, 16 filiais pelo Brasil e em 5 países da América.

Ao final de 2020, a Stone (ações STNE) adquiriu a Linx pelo valor de R$ 6,7 bilhões, a empresa disputava a compra com a TOTVS (ações TOTS3), outra companhia de softwares. Com a aquisição, a empresa visa expandir sua participação no setor de varejo.

LINX3 na Bolsa de Valores

O IPO das ações de Linx ocorreu em 2013 e suas ações podem ser negociadas através das ações LINX3, que são suas ações ordinárias.

Itens importantes de analisar para as ações de Linx é o free float e o tag along.

O free float é a quantidade de ações da companhia que está em livre circulação no mercado. Quanto maior esse número, melhor, por que quanto mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da companhia, e atualmente, 81.55% das ações LINX3 de Linx estão em livre circulação no mercado.

Já o tag along significa o direito, em caso de venda das ações do sócio controlador, de vender suas ações em conjunto; no caso de tag along de 100%, podem ser recebidos os mesmos valores do acionista majoritário. No caso de LINX3, o tag along é de 100%.

Em termos de governança corporativa, as ações LINX3 estão listadas no segmento Novo Mercado da B3, que representa o mais alto nível de governança corporativa. Por isso, Linx possui uma série de práticas que devem ser seguidas para aumentar a transparência e consistência das informações e a proteção de seus acionistas, incluindo minoritários, assim caracterizando.

Dividendos LINX3

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos de Linx na aba "dividendos" aqui da página da empresa.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.