Ações - Setor Indústria da Moda

O setor de moda possui uma grande quantidade de empresas atuantes, apesar disso e gerar a impressão de que há uma concorrência acirrada, as empresas se diferenciam pela grande quantidade de produtos diferentes existentes. Ver mais

Conheça o setor Indústria da Moda

Escrito por:

Marjoel Moreira

O setor de moda possui uma grande quantidade de empresas atuantes, apesar disso e gerar a impressão de que há uma concorrência acirrada, é interessante destacar que as empresas se diferenciam significativamente entre si.

A principal diferença é o tipo de produto que as empresas oferecem, por exemplo:

  • Roupas: casuais, esportivas, sofisticadas, sociais, etc;
  • Calçados;
  • Joias;
  • Tecidos;
  • Acessórios: relógios, pulseiras, etc;
  • Entre outros.

Existe uma ampla diversificação na maneira em que cada empresa que está inserida no setor da moda atua, enquanto algumas atuam unicamente com produção de tecidos ou matérias-primas para o setor, outras possuem suas próprias marcas e cadeias de varejo, através das quais distribuem seus produtos. Existem também empresas atuantes no varejo de itens de moda que comercializam itens de mais de uma marca.

As empresas do setor de moda também se diferenciam por meio do seu público-alvo ao qual objetivam vender seus produtos. Esse tipo de diferenciação ocorre, através da faixa de renda que as companhias buscam atingir com a venda de seus produtos. Dessa forma, no setor de moda existem tanto empresas que visam vender produtos para uma população que possui um maior poder aquisitivo enquanto outras empresas visam em comercializar produtos mais acessíveis.

O setor de moda é um setor que está em constante mudança, existe tanto a mudança em tendências de consumo, na qual os produtos têm de ser adaptados, quanto às mudanças sazonais, relacionadas com as estações do ano.

As mudanças sazonais são, resumidamente, as mudanças de consumo com base nas estações do ano. Durante o verão, por exemplo, tende a existir maior demanda por peças mais adequadas ao clima dessa estação e, como consequência, as varejistas de moda darão mais ênfase na comercialização de coleções de verão. Esse fato é, igualmente, válido para as outras estações do ano.

Vantagens do setor de moda

A moda encontra-se na constante mudança e adaptação, de forma em que as empresas que melhor souberem ler as novas tendências do mercado e os desejos dos seus clientes tendem a adaptar-se mais rapidamente, possuindo uma vantagem competitiva.

Além disso, cabe destacar o potencial de crescimento existente no setor. Esse crescimento depende, basicamente, de um aquecimento econômico. Afinal, dado que a maioria dos itens de moda não são uma prioridade de consumo, o setor de moda é um setor que se beneficia de uma economia aquecida. Dessa forma, o desenvolvimento e enriquecimento econômico pode ser um fator de estímulo a este setor.

Isso porque nos momentos de economia forte e baixo desemprego os consumidores possuem mais recursos à sua disposição, tanto através de renda própria quanto através de crédito. Com maior estabilidade de emprego o acesso à crédito torna-se facilitado.

Com o crescimento econômico de médio e longo prazo no país, uma exposição ao setor de moda pode ser uma alternativa para o investidor que quer investir em um setor com um bom potencial. Com o aumento da renda, a população passa a consumir mais, o que pode ser positivo com o aumento da demanda por produtos de empresas deste setor.

O setor de moda possui um consumo cíclico que não se limita à situação macroeconômica, as companhias do setor de moda se adaptam e se planejam para não causar prejuízo ao comercializar itens próprios para cada estação. As companhias podem planejar a demanda por determinadas peças em virtude do início de uma nova estação.

Companhias do setor de moda possuem particularidades que se destacam, por exemplo, o fato de algumas empresas comercializarem itens com ticket médio elevado, ou seja, preço elevado, para um público com maiores condições financeiras, consequentemente, essas companhias possuem maiores margens. Além disso, existem companhias que detém diversas marcas de produtos de moda, se tornando diversificadas em sua atuação no mercado, para comercializar produtos com segmentos diversos de clientes e do mercado.

Riscos do setor de moda

O setor de moda tem de enfrentar adaptações às novas tendências do mercado. Isso pode representar uma vantagem para as empresas que investem em obter um melhor panorama no mercado, entretanto o inverso é válido para empresas que falham em obter uma boa leitura das tendências de mercado e de seu respectivo público-alvo.

Dito isso, o principal risco em que as companhias do setor de moda estão sujeitas é a falha em se adaptarem às renovações de tendências deste setor. Assim como a rápida adaptação pode ser altamente benéfica, a falha ao se renovar pode impactar os resultados das companhias de moda de forma bastante negativa.

A maior porção das vendas do setor de moda, até o momento, é realizada por lojas físicas. O mau posicionamento de lojas em imóveis localizados em pontos desfavoráveis pode prejudicar os resultados das empresas.

A maioria das redes varejistas de moda adere a esse tipo de risco e insere suas lojas em imóveis icônicos, prestigiados por sua localidade, tanto dentro de shoppings quanto fora.

No lado operacional dessas empresas, a adaptação do e-commerce pode representar uma preocupação razoável. Os consumidores normalmente optam por experimentar roupas, calçados, jóias ou acessórios antes de, definitivamente, comprá-los. Obviamente, testar um item não é possível no comércio eletrônico. Entretanto, o setor de moda também se encontra em um processo de se inserir no ambiente digital, assim como diversos setores da economia.

É importante observar a adaptação do setor de moda ao ambiente de vendas digitais com base em suas limitações. Diversas empresas já se encontram digitalmente presentes. Portanto, a presença das empresas de moda em vendas digitais, tende a evoluir. No Brasil, como vantagem ao consumidor, existe o direito de arrependimento em compras online, dentro de um prazo de 7 dias o comprador pode retornar uma compra de um produto que não o agrade.

O setor de moda na bolsa de valores

As empresas do setor de moda estão presentes, por meio da listagem de ações na bolsa de valores. Existe uma variedade de companhias no setor de moda, que oferecem aos consumidores uma diversidade de produtos.

É possível mencionar, como exemplo, as seguintes companhias inseridas, diretamente ou indiretamente, no setor de moda:

Arezzo (ações ARZZ3): Presente no setor de moda por meio da comercialização de vestuário e calçados, a Arezzo é dona de diversas marcas, como: Vans, Alexandre Birman, Arezzo, Schutz, entre outras;

Vivara (ações VIVA3): Atua com a venda de jóias e acessórios, como relógios, é a maior companhia atuante em seu tipo de atividade no Brasil;

Grendene (ações GRND3): Relevante produtora de calçados, detém marcas como Melissa, Ipanema, entre outras;

Grumo Soma (ações SOMA3): É a companhia dona do controle da Hering, atuante no setor de moda com, predominantemente, vendas de vestuário tanto para adultos quanto para crianças;

Guarapes (ações GUAR3): É a companhia detentora do controle das lojas Riachuelo;

Lojas Renner (ações LREN3): Possui atuação significativa com venda de roupas, entre outros itens de moda;

Alpargatas (ações ALPA3 e ALPA4): É proprietária de famosas marcas relacionadas ao setor de moda, como a Havaianas. Como curiosidade, a Alpargatas é controlada pela holding Itaúsa (ações ITSA3 e ITSA4).