Ações do setor Metalúrgica

O setor de metalurgia se trata dos processos de tratamento e transformação de metais em produtos para uso comercial ou industrial. No Brasil, as companhias metalúrgicas são muito importantes, tanto para a economia quanto para o mercado de capitais. Ver mais

Conheça o setor Metalúrgica

Escrito por:

Marjoel Moreira

A metalurgia se trata dos processos de tratamento e transformação de metais em produtos para uso comercial ou industrial.

No Brasil, as companhias metalúrgicas são muito importantes, tanto para a economia quanto para o mercado de capitais.

Como produtos e serviços gerados pelo setor de metalurgia, é possível mencionar, dentre outros, os seguintes:

  • Produção de ferro-ligas em geral;
  • Produção de aço em barras ou chapas;
  • Processamento de metais em geral;
  • Atuação com metais não-ferrosos.

O Brasil é um dos mais relevantes produtores e exportadores de commodities metálicas em todo o mundo.

Existem companhias que atuam em ambas as frentes, ou seja, tanto em mineração quanto em metalurgia.

Algumas empresas do segmento possuem presença internacional, seja pelas exportações ou por meio de atividades em territórios estrangeiros, como é o caso da Vale.

Nesse sentido, o setor de companhias metalúrgicas se beneficia, amplamente, da exposição ao mercado internacional. Essa vantagem ocorre, principalmente, pelo fato de que ao venderem seus produtos lá fora, o recebimento de lucros em moeda forte (dólar) aumenta o caixa das companhias.

Ao contrário, existe o risco de que a alta dependência das exportações se concentre em poucos países, afinal, a maior parte dos produtos é exportada para os Estados Unidos e China.

Setor metalúrgico na bolsa de valores

A relação entre o setor metalúrgico do Brasil e a bolsa de valores é altamente relevante. Apesar de haver poucas empresas inseridas no setor, essas utilizam o mercado de capitais de diversas maneiras no intuito de financiar seu crescimento e suas atividades.

Então, essas empresas estão presentes tanto no ambiente de negociação da B3, quanto por meio da emissão de títulos de renda fixa.

A emissão de títulos de renda fixa é uma alternativa à captação de dívida junto aos investidores, ao invés de recorrer a empréstimos bancários. Em geral, empresas do setor emitem debêntures.

Entre as companhias com ações listadas no ambiente de negociação da B3, tem-se as que seguem:

Além disso, existem metalúrgicas brasileiras com listagem em mercados internacionais como, por exemplo, a bolsa de valores dos Estados Unidos. Esse é o caso da Vale e da Gerdau, por exemplo, ambas as companhias presentes no mercado de capitais norte-americano.

Vantagens do setor de metalurgia

No geral, as empresas metalúrgicas destinam sua produção, principalmente, ao setor de construção civil e ao setor industrial.

Desse modo, como as empresas do setor em questão possuem uma demanda constante devido suprirem setores cruciais da economia, as metalúrgicas tendem a se perpetuar no longo prazo, mediante à uma boa gestão.

Além disso, as companhias do setor são beneficiadas pela exposição aos mercados internacionais. Afinal, essa exposição ocorre de duas formas: por meio da exposição cambial e por meio do exercício de sua atividade em outros territórios.

Portanto, a maior vantagem da exposição internacional são os lucros em dólar, ou seja, moeda forte.

Com base nisso, mediante à uma boa gestão, as firmas metalúrgicas tendem a se perpetuar no longo prazo e, com isso, gerar retornos expressivos ao investidor.

Cabe destacar ainda o papel dos parceiros comerciais para os quais boa parte da produção é vendida. As metalúrgicas brasileiras realizam a venda de seus produtos, principalmente, para países como Estados Unidos e China.

Dessa forma, é interessante destacar que os mercados compradores dos produtos brasileiros possuem poder aquisitivo alto e realizam, com frequência, grandes investimentos em infraestrutura.

Riscos do setor de metalurgia

Como grande risco para as empresas do setor metalúrgico, está a precificação dos produtos nos mercados internacionais. A precificação de minérios, ligas, metais processados, etc. pode ter efeitos positivos e negativos nas empresas metalúrgicas.

Esse risco está basicamente relacionado à demanda cíclica por produtos das empresas metalúrgicas.

Portanto, os investidores devem ficar atentos a esse detalhe, afinal, embora as empresas tendem a sobreviver por muito tempo, os preços dos produtos podem oscilar no curto prazo.

Com base nessas variações, os lucros das metalúrgicas podem ser afetados no curto prazo, afetando suas cotações na bolsa de valores.

É fundamental que os investidores, principalmente os de curto prazo, entendam e se alinhem aos ciclos desse mercado para não serem obrigados a manter ativos por mais tempo do que desejam.

Existe ainda um risco decorrente do mercado cambial. Embora as empresas metalúrgicas sejam, em geral, afetadas positivamente pelo câmbio, certas situações cambiais podem afetar negativamente os lucros das companhias.

Como exemplo, o aumento da dívida em dólar aumenta o custo real da dívida e, os lucros das empresas do segmento são afetados negativamente.

Além disso, o endividamento, como um todo, representa um risco tanto para o setor metalúrgico quanto para os demais setores da economia. O grau de endividamento é um fator particular de cada empresa e varia conforme a previsibilidade de receitas do setor no qual a mesma está inserida.

Portanto, é importante que os investidores fiquem atentos a possíveis situações de endividamento elevado. Afinal, neste momento, muitas vezes, a dívida de uma empresa é prejudicial às suas operações e à viabilidade do seu negócio.