O que é Passivo não Circulante?

Em um Balanço Patrimonial, o segmento de Passivo Não Circulante abrange todas as despesas da empresa com prazo de vencimento superior a 12 meses, ou seja, as obrigações de uma companhia que devem ser quitadas e zeradas no longo prazo.

Entre os ativos que compõem o grupo de Passivo Não Circulante, é possível destacar:

  • financiamentos e empréstimos de instituições financeiras,
  • debêntures,
  • empresas controladas,
  • fornecedores de grande porte,
  • provisão de imposto de renda diferidos,
  • provisão de contingência trabalhista,
  • provisão para processos judiciais,
  • provisão para desmatamento de áreas,
  • controladora a pagar,
  • arrendamentos financeiros,
  • planos de pensão e saúde,
  • subsidiárias e empresas coligadas.

Quando se trata de uma grande empresa, é comum constatar altas dívidas, pois companhias de grande porte atuam alavancadas para acelerar o processo de crescimento.

Realizar empréstimos financeiros e emitir debêntures, por exemplo, são práticas comuns e não significa que a empresa está com dificuldades financeiras.

Um cenário de dívidas, geralmente, significa que a empresa está interessada na ampliação da sua atuação e no seu crescimento e o juro contraído com a dívida será inferior ao potencial de rentabilidade dessa nova empreitada.

Contudo, o investidor deve ficar atento se a empresa está fazendo investimentos relevantes e com potencial de alta rentabilidade. Caso contrário, a companhia estará assumindo uma dívida, onde o retorno é duvidoso e pode comprometer as atuais e futuras operações de uma empresa.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.