O que é Taxa DI?

A Taxa DI, também conhecida como CDI, funciona como uma espécie de referência para o cálculo de juros e rentabilidade no mercado financeiro.

A DI está diretamente relacionada ao Certificado de Depósito Interbancário - CDI , uma espécie de empréstimo realizado entre os bancos para balanceamento diário dos seus caixas.

Com base no acordo de Basileia e também nas diretrizes do Banco Central, os bancos e demais instituições financeiras não podem encerrar um dia de operações com déficit de caixa.

Na prática, existe inclusive o depósito compulsório, uma espécie de reserva de segurança instituída pelo Banco Central que determina o volume de recursos financeiros que os bancos devem manter em caixa no final de cada dia de operações.

No entanto, vale destacar que quando o volume de saídas em um mesmo dia, (saques, empréstimos e financiamentos) é maior que o volume de entradas (depósitos e investimentos), os bancos podem não conseguir cumprir por meios próprios o depósito compulsório.

Na eminência de descumprimento do depósito compulsório, os bancos solicitam empréstimos entre si para restabelecer essa reserva. Esses empréstimos possuem vencimento para o dia seguinte, sendo remunerados com base na taxa DI.

Como é calculada a Taxa DI?

Ao contrário do que muitos pensam, a taxa DI não é determinada por um acordo entre os bancos e demais instituições financeiras, mas sim pela variação da Taxa Selic, (taxa básica da economia). Sendo assim, podemos dizer, que a Taxa DI está diretamente relacionada à Selic.

Logo, podemos concluir o seguinte:

  • A alta da Selic gera alta na DI;
  • A queda da Selic gera queda na DI.

A saber, a Taxa DI possui papel fundamental na determinação da rentabilidade das aplicações financeiras, sobretudo aquelas relacionadas ao mercado da renda fixa.

De acordo com a CETIP - Central de Custódia e Liquidação Financeira de Títulos Privados, em média R$ 2,2 bilhões são negociados diariamente através de empréstimos interbancários, ou seja, empréstimos que os bancos realizam entre si.

A CETIP é a instituição privada responsável por processar, registrar, guardar e liquidar os títulos financeiros do mercado privado, atualmente ela faz parte da B3, que por sinal, é a empresa responsável por registrar as operações que acontecem na Bolsa de Valores.

Diferença entre CDI, Taxa DI e Selic

CDI, Taxa DI e Selic são conceitos que andam muito próximos e, portanto, geram uma série de dúvidas nos investidores, conheça os significados e saiba como diferenciá-las:

  • CDI : O CDI, é o Certificado de Depósito Interbancário, uma espécie de empréstimo realizado exclusivamente entre bancos.
  • DI: Por sua vez, a DI é a média ponderada de todos os empréstimos interbancários realizados em determinado dia.
  • Selic : Por fim, temos a Selic, a taxa de juros básica da economia que interfere diretamente na variação da taxa DI.

Sendo assim, podemos afirmar que as três taxas, apesar de diferentes, estão diretamente relacionadas. 

Na prática, a Selic define a taxa básica de juros da economia, que por sua vez definirá o percentual do CDI e consequentemente determinará a taxa DI por meio de uma média ponderada.

Quais investimentos são remunerados pela taxa DI?

Boa parte dos títulos de renda fixa são remunerados pela Taxa DI, confira, quais são eles:

  • CDB - Certificado de Depósito Bancário: O CDB é uma dos principais títulos da renda fixa, cuja remuneração costuma estar diretamente relacionada a taxa DI e sua variação.

É muito comum, encontrar no mercado título CDB que ofereçam 90% a 100% do CDI, isso significa que, na prática, a remuneração paga ao investidor será próxima ou igual ao percentual da taxa DI no período.

O CDB é uma das alternativas encontradas pelos bancos e outras instituições financeiras para captar recursos no mercado.

  • LCI - Letra de Crédito Imobiliário: Letras de crédito imobiliário também costumam funcionar com rentabilidade atrelada a Taxa DI.

As Letras de Crédito Imobiliário são destinadas à captação de recursos para o financiamento de atividades ligadas ao setor imobiliário e de construção civil.

Na prática, quanto maior a Taxa DI, maior a remuneração paga ao investidor por sua aplicação financeira.

  • LCA - Letras de Crédito do Agronegócio: Por fim, temos as Letras de Crédito do Agronegócio, aplicação que possui como objetivo a captação de recursos para o financiamento do agronegócio, com remuneração também atrelada a Taxa DI.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.