Escrito por:

Marcilio Lima

Uma economia diversificada também é composta de setores cíclicos, que com o passar do tempo e em razão de diversos fatores sofre altas flutuações na sua demanda.

De maneira geral as empresas que atuam nos setores cíclicos são muito presentes no dia a dia das pessoas, mas não são necessariamente vistas como essenciais.

Entender como os setores cíclicos funcionam pode ser de grande valia principalmente para quem estiver pensando em empreender ou investir nesse tipo de empresa.  

O que são setores cíclicos?

Os setores cíclicos são aqueles tipos de empresa que são fortemente influenciados por fatores externos e internos relacionados à macroeconomia.

As condições econômicas de um país, por exemplo, podem influenciar fortemente empresas que fazem parte desse setor, levando algumas delas até mesmo à falência.

Por outro lado, fatores externos também geram grande influência, pois como a economia do mundo é globalizada, o que acontece em um país pode afetar a outro. 

Geralmente as crises econômicas afetam primeiro as empresas dos setores cíclicos e depois as outras. Entretanto, nem todas as empresas são afetadas pelas mesmas coisas.

O que influencia os setores cíclicos?

Existem vários fatores que podem influenciar as operações de uma empresa que faça parte dos setores cíclicos. Alguns exemplos comuns:

  • Taxa de juros: Quando os juros de um país estão altos, torna-se mais difícil fazer ou contratar empréstimos, desestimulando os investimentos;
  • Nível de inflação: Inflação alta faz o preço dos itens subirem e diminui a demanda das pessoas por eles;
  • Ciclo das commodities: Muitas empresas dependem do setor primário, ou seja, de petróleo, soja, minérios e etc, insumos que podem ter preços muito voláteis; 
  • Poder de compra da população: Cada país tem um poder de compra diferente, sendo alguns itens mais baratos e outros mais caros;
  • Negociação entre países: Quando duas nações fecham um acordo econômico, isso pode melhorar o mercado interno com itens mais baratos;
  • Barreiras alfandegárias: Alguns países impõem altos impostos a importação de determinados itens;
  • Valor das moedas estrangeiras: O dólar é a principal moeda do mundo, e se o seu valor aumenta, muitos itens encarecem para importação;
  • Questões de saúde pública: Uma pandemia afeta negativamente muitas empresas, impedindo que elas funcionem, outras, no entanto, continuam lucrando.

Exemplos de empresas de setores cíclicos

As empresas que melhor representam os setores cíclicos são aquelas que dependem de muitos fatores diferentes para oferecer os seus serviços ou produtos.

Em outras palavras, quanto mais complexa for sua operação, mais cíclico é o negócio. Alguns exemplos comuns:

  • Automóveis e motocicletas; 
  • Construção civil; 
  • Hotéis e restaurantes; 
  • Tecidos;
  • Vestuário e calçados; 
  • Utilidades domésticas;
  • Atividades relacionadas ao entretenimento; 
  • Viagens e lazer.

A importância dos setores cíclicos para economia

Apesar da sua grande volatilidade, os setores cíclicos são fundamentais para uma sociedade mais complexa, que já se industrializou e se profissionalizou.

Economias que são muito dependentes do setor primário, acabam não conseguindo criar produtos ou serviços de um alto valor agregado.

Por fim, os setores cíclicos podem ser muito vantajosos para um país que esteja em ordem e prosperando com boas condições econômicas.

Veja outros termos do mercado financeiro:

Mais acessados