O que é Seguradora?

Objetos e pessoas podem fazer uso dos serviços de uma seguradora. Mas você sabe o que é uma seguradora ou que exatamente ela faz?

Existem muitos ramos de negócio que podem se beneficiar dos serviços de uma seguradora e, mesmo pessoas físicas inseridas em determinadas circunstâncias também podem.

No entanto, há muita gente que não sabe exatamente o que uma seguradora faz, e há muitos que sabem, mas subestimam a importância dos serviços de uma.

O que é uma seguradora?

Uma seguradora é uma empresa especializada em oferecer seguros. Para fazer isso, ela determina os riscos de uma situação ocorrer usando diversos dados.

Uma vez que os riscos tenham sido calculados, ela então precifica o quanto o cliente deve pagar para ser assegurado caso a situação prevista venha a ocorrer.

No caso de essa situação prevista ocorrer, dentro das condições estabelecidas em contrato, a seguradora então pagará um prêmio ao seu cliente, que se trata de uma soma monetária.

O modelo de negócios de uma seguradora só pode funcionar se as ocorrências de pagamento do prêmio foram pouco frequentes, caso contrário ela não terá liquidez.

Critérios usados por uma seguradora

Para que a seguradora consiga honrar com os seus serviços ela depende da contribuição de muitos segurados que vão garantir que o infortúnio de poucos seja resguardado.

Os critérios usados para definir o valor da mensalidade da seguradora, no caso de pessoas, são: 

  • Idade (quanto mais avançada, maior o risco considerado);
  • Condições de saúde (pessoas com doenças crônicas correm mais risco);
  • Estilo de vida (algumas pessoas gostam de praticar esportes radicais e perigosos);
  • Riscos inerentes ao trabalho (trabalhar em condições extremas ou exposto a substâncias danosas à saúde);
  • Entre outros.

Além disso, ela estipula diversas exigências que precisam ser cumpridas antes que o cliente tenha direito ao prêmio. Dois exemplos bem comuns são:

  • No caso de objetos ou equipamentos, a seguradora não irá cobrir caso seja constatada má utilização;
  • Em casos de acidente de carro, o motorista precisa confirmar que estava dirigindo de forma segura.

Tipos de seguro

Atualmente existem diversos tipos de seguro que podem servir para resguardar desde pessoas até objetos e equipamentos. Alguns dos seguros mais comuns são:

  • Seguro de vida;
  • Seguro contra acidentes de trabalho;
  • Seguro do automóvel;
  • Seguro contra incêndio;
  • Seguro contra roubos;
  • Seguro para computadores e ferramentas de trabalho.

Cada seguro tem as suas próprias condições e exigências que precisam ser cumpridas para que o segurado esteja elegível para receber o prêmio, caso o pior venha a acontecer.

Quais os riscos uma seguradora não cobre?

Por fim, vale ressaltar que além das exigências que cada seguradora exige para o pagamento do prêmio ser válido, nem todas as situações estão cobertas pelo seguro.

Não é possível estipular quais situações uma apólice de seguro não cobre, pois se trata de uma negociação exclusiva entre cliente e seguradora que deve ser registrada no contrato.

Por isso, antes de contratar um seguro, o ideal é que o cliente leia atentamente o contrato, que vai especificar exatamente tudo que a apólice cobre.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.