O que é Risco de Mercado?

Adversidades existem em todos os setores da nossa vida por isso, não é diferente quando falamos do mundo financeiro.

Incertezas no mercado podem criar inseguranças nos investimentos futuros e presentes. Essa insegurança, por sua vez, tem o nome de Risco de Mercado.

Dentre todos os riscos que assombram os investimentos, o Risco de Mercado é dos que possui o maior potencial de afetar os investidores e a economia.

O que é Risco de Mercado?

O Risco de Mercado se configura como a alteração negativa e de forma simultânea nos valores de todos ou quase todos os ativos financeiros, causado por eventos externos.

Por exemplo, caso um país entre em recessão, isso acaba influenciando diretamente o mercado financeiro e a economia como um todo.

Alguns dados que servem para apurar os riscos: 

  • Curvas de juros;
  • Histórico de volatilidade nos preços;
  • Valor de ativos financeiros;
  • Entre outros.

É válido mencionar que outra forma de se referir ao Risco de Mercado é pela alcunha de Risco Sistêmico.

Razão do Risco de Mercado

O risco de mercado é mensurado avaliando dados e acontecimentos de grande importância para uma economia, que possuem o potencial de criar instabilidade no mercado. 

Alguns exemplos de possíveis eventos que teriam o poder de causar interferências e alimentar o Risco de Mercado de um país:

  • Ataques terroristas: cria-se dúvidas a respeito da segurança que o país oferece aos seus cidadãos e instituições;
  • Desastres naturais: muitos são inevitáveis, outros acontecem por negligência, mas todos pode causar grandes consequências a vida e a economia;
  • Eleições presidenciais: alterações no grupo político vigente no poder, ainda mais se este representar uma mudança econômica brusca;
  • Mudanças nas taxas de juros: qualquer alteração na SELIC, por exemplo, influencia investimentos, empréstimos e empreendimentos;
  • Oscilações no câmbio: a desvalorização ou a valorização descontrolada da moeda pode afetar fortemente negócios internacionais.

Como exemplo, no Brasil, houve a paralisação dos caminhoneiros em 2018. Esse evento provocou desvalorização de ações dos mais diversos setores da economia.

Precavendo contra o Risco de Mercado

O risco de mercado é um fator incontrolável, pois envolve a economia do país. Sendo assim, é prudente uma administração mais responsável sobre investimentos. 

Uma das formas de se fazer essa administração é calculando o retorno pelo risco que investimento pode gerar, sempre buscando um equilíbrio em ambos.

Uma possibilidade de tentar contornar o risco sistêmico é o pensamento de investir a longo prazo, pensando em ganhos futuros.

Existem muitos casos bem sucedidos de empresas que mantiveram boa rentabilidade, usando essa estratégia, mesmo em momentos de crise.

No pior dos cenários, mesmo sofrendo grandes perdas, manter uma estratégia de investimento responsável e coesa pode ajudar a empresa a se recuperar muito mais rápido. 

Um exemplo a salutar é a holding Berkshire Hathaway , que mesmo durante as crises, mantém-se bem com seus investidores. 

Isso é claro só é possível porque o seu fundador, Warren Buffet, mantém uma disciplina e uma metodologia de investimentos já há muitos anos.

Por fim, por mais difícil que seja se prevenir contra o Risco de Mercado, só o que o investidor pode fazer é nutrir uma boa estratégia de investimentos.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.