Escrito por:

Marjoel Moreira

Mercado de opção trata-se de contratos que dão o direito de compra e venda de algum ativo, podendo ser ele uma mercadoria (commodities), ações, entre outros.

Vendas que podem ser configuradas com um valor pré-determinado até um certo momento em uma data futura.

As negociações feitas através das opções geram segurança de venda ou compra, já que as mudanças de valor são contidas, diminuindo as chances de prejuízo.

Pode ser feita por intermédio de um pregão que padroniza as negociações, mas também sem padronização usando o pregão apenas para assegurar o contrato.

Como funciona o Mercado de Opções? 

Um carro é vendido a um valor X, o Titular interessado na compra, porém com receio de inflação, deposita um valor negociado, chamado de prêmio. 

O prêmio, cria a possibilidade do titular concretizar a compra, chamada de call, dentro do tempo e pelo strick, preço estipulado pelo Lançador conforme a venda. 

Caso o Titular resolva exercer o direito, firmando assim uma call sem a interferência mercado, obtém as configurações de put, opções de venda, firmadas inicialmente.

É importante realçar que existe a possibilidade da interferência ser para positivo e negativo, dando chance não só de lucro, mas de prejuízos também. 

Em outras palavras, se o mercado valorizasse o carro, o comprador iria sair no lucro por ter firmado o valor inicial, porém se ocorresse a desvalorização acabaria pagando mais. 

Códigos do Mercado de Opções

Um dos pontos necessários de compreensão são os códigos dos derivativos do Mercado de Opções. São formados como auxílio para as negociações.

A tabela apresenta mês, call e put. Através dela é gerado o código com todas as informações dos derivativos. Um exemplo de tabela:

MêsCallPut
JaneiroAM
FevereiroBN
MarçoCO
AbrilDP
MaioEQ
JunhoFR
JulhoGS
AgostoHT
SetembroIU
OutubroJV
NovembroKW
DezembroLX

 

O código é a junção de cinco letras e dois números. Por conter apenas as informações necessárias para negociações, torna-se prático e fácil de usá-lo.

As partes do código são:  

  • Quatro letras iniciais: derivado do nome do ativo;
  • Letra intermediária: classifica em compra ou venda e determina o vencimento;
  • Números: faz referência ao valor do ativo.

Portanto, caso o código observado fosse PETRG50, estaria relacionado a Petrobras (PETR4) , com vencimento de call em Julho e o valor de cinquenta reais.

No entanto, se no lugar do G estivesse a letra V, isso significa que a operação que seria efetuada era a de put e não de call.

Veja outros termos do mercado financeiro:

Mais acessados