Você já ouviu falar em uma opção de investimento chamada de contrato a termo ? Você sabe como funcionam os contratos a termo e quais são os seus benefícios?

De maneira geral, esse tipo de investimento não é muito comumente feito por investidores iniciantes, por se tratar de um negócio geralmente arriscado.

Há muitos fatores que influenciam um contrato a termo. Para investir nele é fundamental entender muito bem todas as características do investimento.

O QUE É CONTRATO A TERMO?

Um contrato a termo pode ser entendido como uma promessa ou compromisso de se adquirir um ativo dentro das regras do mercado a termo.

Neste contrato, que é utilizado principalmente para negociar commodities, estão estipuladas todas as informações sobre preço, o objeto do negócio, prazo e condições de liquidação.

A negociação de um contrato a termo, por conseguinte, pode levar a dois fins distintos:

  • Liquidação financeira: Quando se obtém a diferença do valor do objeto no preço a termo e no mercado à vista;
  • Liquidação física: Quando o objeto do contrato é entregue a outra parte no prazo final do contrato.

Vale destacar que as negociações do contrato a termo acontecem dentro do ambiente do mercado a termo .

DEFINIÇÃO DO MERCADO A TERMO

O mercado a termo é o ambiente onde um vendedor e um comprador negociam a respeito da compra de ativos como ações ou commodities.

No entanto, neste mercado as compras feitas não são à vista. O comprador só irá receber os seus ativos ou recursos financeiros ao final do contrato.

Uma negociação no mercado a termo deve incluir: 

  • A quantidade de ativos a serem adquiridos;
  • A data final para o pagamento;
  • Uma taxa de juros que deve estar dentro da legalidade.
  • Essa taxa de juros é escolhida de comum acordo e não pode sofrer alteração ao longo do tempo. Normalmente se escolhe parear essa taxa com o valor da SELIC.

No final do prazo, o comprador paga o valor acordado e é feita uma apuração para descobrir se houve lucro ou prejuízo.

REGRAS DO CONTRATO A TERMO

Veja agora as principais regras pelas quais um contrato a termo deve ser regido:

  • Indicação do objeto negociado: O contrato a termo deve indicar qual é o objetivo sendo negociado, que pode ser uma ação, uma commodity ou outro;
  • Quantidade: Deve estar estipulado no contrato quantos unidades dos ativos são objeto de negociação;
  • Condições de liquidação: Contratos a termos tem a possibilidade de serem liquidados antes da data de vencimento, se assim acordado;
  • Valor do contrato: O preço a ser pago na liquidação, que é o valor acordado com o cálculo da taxa de juros;
  • Prazo do contrato: Um contrato a termo pode ter o prazo de 16 dias até o máximo de 999 dias.

PARA QUE SERVE O CONTRATO A TERMO?

Um contrato a termo serve principalmente para aqueles que conseguem ler muito bem a volatilidade do mercado em relação a certos ativos.

Trata-se de um investimento com grande potencial de lucro, apesar de também possuir um grande risco atrelado. O contrato a termo é ideal para fazer alavancagens.

Por fim, o mercado a termo pode ser utilizado para adquirir ativos por um valor muito mais vantajoso, sem precisar desembolsar o dinheiro à vista.

Veja outros termos do mercado financeiro:

Mais acessados