O que é Taxa de Corretagem?

Escrito por:

Marcilio Lima

Um dos principais custos que um investidor pode ter é com a incidência de taxas. No entanto, cada vez mais vem se cobrando menos. Um exemplo é a taxa de corretagem.

Antigamente investir na bolsa de valores era algo exclusivo de quem tivesse uma maior renda. Por causa disso, a oferta de opções era pequena e restrita. A internet mudou isso.

Hoje existem tantas opções de corretoras de valores e bancos de investimento que o custo médio para fazer um investimento caiu drasticamente. Isso inclui a incidência de taxas.

taxa de corretagem

Uma das taxas mais famosas relacionadas a investimentos é a taxa de corretagem que incide sobre investimento de renda variável, como as ações e contratos futuros.

No caso, como as ações são um tipo mais comum de investimento, a maior incidência se via nelas. Hoje em dia, no entanto, a taxa de corretagem está em franco desuso.

De forma resumida, a taxa de corretagem é uma tarifa cobrada sobre a movimentação de ativos, ou seja, sobre a compra e venda de ações e contratos futuros.

Em outras palavras, sempre que uma ordem é executada para comprar ou vender um ativo, a instituição responsável pela sua custódia, um banco ou corretora, pode cobrar um valor.

História da taxa de corretagem

Assim como a taxa de custódia, era pela taxa de corretagem que os corretores de valores recebiam alguma remuneração pelos seus serviços.

Isso porque nos primórdios da bolsa de valores, os investidores dependiam de representantes para irem pessoalmente até a bolsa negociar as suas ordens.

Esse serviço, por sua vez, precisava ser custeado de alguma forma. E era aí que entravam a taxa de custódia e, principalmente, a taxa de corretagem.

No entanto, com o tempo e o avanço tecnológico, a figura do corretor se tornou ultrapassada, ainda mais hoje com a existência do Home Broker.

Por outro lado, apesar da figura do corretor ter sumido, as taxas de corretagem continuaram a ser cobradas até o surgimento da concorrência de corretoras e bancos de investimento..

Hoje existe um movimento bem grande liderado de forma geral pelas fintechs por uma total isenção de taxas de custódia, corretagem e outras.

Corretagem com taxa zero

Um dos maiores problemas na cobrança de taxa de corretagem e também custódia, era o fato de que isso afastava a maioria das pessoas da renda variável.

No entanto, por meio das soluções bancárias de corretagem com taxa zero, hoje o número de brasileiros que investe na bolsa de valores aumentou consideravelmente.

Também é importante ressaltar que a isenção da cobrança de taxas não fez o serviço da corretora ou do banco perderem qualidade.

O investidor pode ter uma conta em uma corretora de valores ou banco de investimento e comprar quantas ações de empresas ou contratos futuros ele desejar.

Em todo caso, é muito importante ressaltar que, a corretagem zerada não torna o investimento em renda variável menos arriscado.

Antes de decidir investir o seu dinheiro em ações ou contratos futuros, é muito importante que o investidor pesquise muito bem e entenda o que ele está fazendo.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.