Escrito por:

Marcilio Lima

O Setor Primário é responsável pela cadeia inicial de produção de itens utilizados no dia a dia das pessoas em todos os lugares do mundo.

A questão é que o setor primário já não é mais a mesma coisa que foi no passado, sendo renegado a uma posição coadjuvante no cenário comercial global.

Muitas pessoas, inclusive, não sabem exatamente no que se configura o setor primário e qual é a sua relevância para a economia mundial.

O que é o setor primário?

O setor primário pode ser resumido nas atividades de extração de matéria prima e comercialização direta desta. Há pouca ou nenhuma transformação.

No passado o setor primário possuía uma relevância ímpar para o mercado, pois a atividade empresarial não era algo simples e havia pouca tecnologia e ferramenta para manufatura.

Com o desenvolvimento da atividade industrial e o uso generalizado de tecnologia, os processos se automatizaram e a mão de obra humana começou a ser dispensada.

Apesar de ser responsável por poucos empregados, todos os outros setores da economia dependem do setor primário para existirem, tendo assim uma importância indiscutível.

Atividades do setor primário

O setor primário pode ser classificado nas seguintes atividades econômicas:

  • Agricultura: Cultivo de plantas para gerar alimento e insumos, exemplos comuns são o feijão, café, trigo, milho e outros;
  • Pecuária: Criação de animais em cativeiro para venda a terceiros que irão abatê-los e transformá-los em produtos;
  • Extrativismo animal: Se configura como a extração de animais do seu habitat natural para venda ou outros usos, o melhor exemplo é a pesca;
  • Extrativismo mineral: Trata-se da extração de minérios da natureza, tais como pedras preciosas, petróleo, bauxita e outros;
  • Extrativismo vegetal: Extração de vegetais que não podem ser criados pelos seres humanos, como é o caso da madeira e da borracha.

A importância do setor primário no Brasil

O Brasil é um dos principais países do mundo com uma economia voltada principalmente para o setor primário, principalmente na área de agricultura e pecuária.

A exportação de boi e de vegetais produzidos no Brasil representa grande parte do seu PIB, alimentando países do mundo inteiro, da Europa até a Ásia.

Por outro lado, países que dependem muito do setor primário acabam não se desenvolvendo muito, pois dependem da importação de produtos industrializados.

Também é importante ressaltar que o setor primário tem baixa capacidade de empregabilidade, dificultando ainda mais o crescimento da economia brasileira.

Apesar disso, o papel que o país desempenha na comunidade mundial é bastante ímpar, sendo comumente referido com a alcunha de “celeiro do mundo”. 

Outros setores da economia

Como já mencionado anteriormente, além do setor primário, existem mais outros dois setores econômicos. São eles:

  • Setor secundário: Ligado a manufatura e transformação de matéria prima em bens de consumo com um maior valor agregado;
  • Setor terciário: Relacionado ao comércio e a prestação de serviços, dependem dos bens do setor secundário.

O valor gerado por estes setores é maior, tendo uma participação mais forte na economia mundial, podendo ser entendidos como a evolução do setor primário.

Veja outros termos do mercado financeiro:

Mais acessados