Escrito por:

Marcilio Lima

Muitas pessoas não conhecem a possibilidade de contratar um seguro fiança, que pode ser de grande ajuda quando se desejar alugar um espaço para morar ou trabalhar.

Na realidade, na maioria das vezes são usadas opções como o depósito caução, ou a atuação de um fiador disposto a arriscar.

Já com um seguro fiança torna-se muito mais simples e até mais rápido todo o processo de locação, pois não é necessário depender de ninguém.

O que é seguro fiança?

O seguro fiança é uma apólice de seguro que substitui o fiador ou o depósito caução na hora do locatário pagar o valor do aluguel e outras taxas agregadas, como: 

  • Condomínio;
  • Contas de água e luz;
  • Impostos;
  • Taxas jurídicas em ações de despejo;
  • IPTU;
  • Etc.

Dessa forma o proprietário do imóvel terá uma segurança extra no momento de alugar os seus imóveis, ainda mais porque o beneficiário oficial do seguro é ele, e não o locatário.

O período de duração do seguro, por conseguinte, pode ser tanto de alguns meses, como também por todo o período de locação (geralmente sendo necessário renovação).

Funcionamento do seguro fiança

O valor pago à seguradora pelo seguro fiança depende muito das condições oferecidas pela empresa, taxas e demais custos. Cada seguradora tem as suas condições.

De forma geral, é a pessoa interessada no seguro que vai até a empresa apresentar as suas condições para que então chegue-se a um acordo entre as partes.

No caso, para acionar o seguro, quem deve fazer isso é beneficiário, que ao notar o atraso de algum pagamento, deve proceder com o contato com a seguradora.

Ao ser verificado o atraso, a seguradora então fará o pagamento diretamente ao proprietário do imóvel. Se a situação não for regularizada pode ser necessária uma ação de despejo.

Benefícios do seguro fiança

Para os locatários, contar que seus inquilinos tenham um seguro fiança se configura como uma segurança a mais, a de que ele não terá problemas com inadimplência.

Um ponto muito interessante também é o fato de que o prêmio de um seguro fiança pode ser usado para cobrir eventuais danos causados ao imóvel, pelo locatário.

Há algumas seguradoras que também oferecem alguns bônus, como assistência 24 horas de serviços de reparo ou chaveiro, simplificando muito a vida de todos os envolvidos.

Inclusive, existem algumas apólices que asseguram até danos aos móveis dos imóveis, mesmo que estes estejam fixados no chão ou parede.

Para quem é o seguro fiança?

Apesar de todas as vantagens e benefícios apresentados, é importante destacar que o seguro fiança não serve para todos os tipos de imóveis.

No caso, sua utilização é muito mais propícia para imóveis residenciais, podendo também ser usado para imóveis comerciais, porém com algumas exceções, como:

  • Estacionamentos;
  • Hotéis;
  • Outros estabelecimentos do mesmo tipo.

Em todo caso, o seguro fiança pode ser visto como um diferencial na negociação de alugar um imóvel, pois o locatário pode se sentir muito mais confiante no negócio.

Por fim, faça as contas para saber o quanto você irá gastar nessa solução, haja visto que na maioria das vezes o seguro fiança fica em média o dobro do valor do aluguel.

Veja outros termos do mercado financeiro:

Mais acessados