O que é Risco de Liquidez?

Existem muitos riscos aos quais o investidor está suscetível a correr ao decidir fazer investimentos. Alguns óbvios, outros nem tanto. Um destes riscos é o Risco de Liquidez.

Todos os investimentos estão sujeitos ao Risco de Liquidez, porém alguns oferecem proteções, enquanto outros deixam o investidor a sua sorte.

E se quem investe em ativos corre esse risco, a escala se torna ainda maior quando falamos de investimentos diretos ao tentar empreender no Brasil.

O que é Risco de Liquidez?

Risco de Liquidez é a incapacidade de uma entidade cumprir com pagamentos em caráter temporário ou permanente quando se é cobrado ou solicitado, de forma integral ou parcial.

Isso acontece quando uma empresa se encontra em uma situação delicada financeiramente, fazendo com que ela queira adiar suas dívidas ou mesmo dar um calote.

Se quem estava esperando ser pago eram investidores físicos ou institucionais, isso significa que o investimento que eles fizeram nessa empresa tinha alto risco de liquidez.

Todos aqueles que dependem dos pagamentos dessa empresa, por sua vez, precisam se precaver para caso aconteça o pior e eles fiquem sem receber.

É necessário levar em consideração que, invariavelmente, sempre haverá pessoas ou empresas em situação financeira delicada e com dificuldade de honrar suas dívidas.

Aqueles que dependem dessas empresas precisam considerar no seu fluxo de caixa uma margem de inadimplência que tem que ser compensada de outras formas.

Por outro lado, também existe o Risco de Liquidez ao investir em ativos, e que pode ser visto de duas formas:

  • Investimentos com uma data para resgate e que não podem ser resgatados antes ou cujo resgate poderá custar a rentabilidade do investimento;
  • Ativos relacionados a uma empresa que veio a bancarrota, por isso, o valor do seu papel evaporou completamente.
  • Razões para o Risco de Liquidez

Muitas razões podem levar uma entidade ou um ativo ao risco de liquidez. Quando falamos de uma empresa, a razão mais provável é a qualidade de sua administração.

Se uma empresa é mal administrada ela eventualmente começa a ter prejuízos e isso afeta o seu faturamento e lucros, por conseguinte, a impossibilita de pagar seus devedores.

Por outro lado, também há a situação de alguns investimentos, principalmente os de renda fixa, que contam com condições específicas para pagar os investidores.

Geralmente, quando um investimento possui uma data de resgate isso acontece porque a empresa que o está administrando precisa daquele dinheiro para o custeio de operações.

O custeio dessas operações, por outro lado, acaba sendo feito ao longo de um determinado tempo, por isso, o dinheiro precisa permanecer retido com ela.

O risco, nesse tipo de investimento, é a empresa não retornar ao investidor o dinheiro que ele depositou nela, no dia acordado do resgate, mas esse risco é pequeno.

Como evitar o Risco de Liquidez

Por fim, para evitar o risco de Liquidez, a melhor estratégia que um investidor pode tomar é a diversificação dos seus investimentos no maior número possível de diferentes ativos.

Já no caso do empresário, é muito importante administrar o seu negócio da forma mais responsável possível, sempre usando parte do lucro para reinvestir na empresa.

Esse reinvestimento, por sua vez, pode ser usado inclusive para se proteger do risco de liquidez dos próprios clientes.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.