O que é Risco de crédito?

Todo tipo de operação financeira apresenta riscos para os envolvidos, independente do tipo de negociação planejada. E isso precisa ser considerado.

Um destes riscos é o risco de crédito, um tipo de risco a qual todas as pessoas estão sujeitas a correr, principalmente aquelas que buscam por um empréstimo.

Apesar de ser uma situação conhecida, a maioria das pessoas não sabe do que se trata o Risco de Crédito e nem os fatores que o causam.

O que é Risco de Crédito?

O Risco de Crédito é a possibilidade do não cumprimento de um trato feito entre duas ou mais partes envolvidas.

Esse risco surge no momento de se comprar ou vender algo, ou seja, o risco do comprador não ser capaz de cumprir com os pagamentos acordados.

Já no campo dos investimentos o risco de crédito afeta quem investe em produtos financeiros que prometem pagamentos regulares de juros.

A chance do pagamento dos juros acordados não ocorrer é mínima, mas existente. Vale ressaltar que os títulos públicos têm grau quase nulo de risco, pois o governo é o pagador.

Análise de Risco de Crédito

Para lidar com o risco de crédito é necessário uma forma de calculá-lo ou preve-lo. No caso, usando-se de alguma ferramenta ou método de análise de crédito.

Os tipos de análises de crédito dependem muito da preferência do credor, sendo possível ser feito em bancos de dados como SERASA e SPC. Exemplos:

  • Condições de Garantia: formas de garantir o sucesso da negociação entre as partes, muitas vezes verificando os bens disponíveis; 
  • Condições de Pagamento: se o indivíduo apresenta condições de renda compatíveis com a sua compra a requisição de empréstimo;
  • Histórico de Crédito: trata-se da relação da empresa ou consumidor com antigas negociações.

É de grande auxílio o uso do FGC (Fundo Garantidor de Crédito) para garantir uma segurança no capital investido, porém existem limites no que o FGC pode fazer.

Outra forma de análise do risco de crédito é a nota que a empresa ou um investimento possui nas metodologias de Rating, muito usado no mercado de capitais. 

Metodologias de Rating

O Rating é um parecer técnico apresentado por empresas especializadas em analisar o risco de crédito de títulos emitidos, ou da capacidade de pagamento de uma instituição.

As empresas destinadas a essas análises têm um sistema parecido de notas que classifica de forma bem gradualista as condições de pagamento de uma instituição ou de um título.

Apesar das três principais empresas desse ramo terem um sistema de notas semelhante, cada uma possui suas particularidades quanto à forma de avaliação. Veja:

  • Moody’s Investors Service: a menor nota que essa agência dá é o C, que significa que a chance de pagamento é mínima;
  • Fitch Ratings: Essa agência tem a nota RD, que se refere a quem ainda está passando por processos legais;
  • Standard & Poor’s: sua nota mais alta é o AAA, enquanto a nota D representa a inadimplência.

Por fim, vale lembrar que a melhor forma de se proteger contra o risco de crédito é analisando bem o investimento ou o agente que está requerendo crédito.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.