O que é Índice Small Cap (SMLL)?

Todas as empresas que estão expostas à bolsa de valores, são empresas grandes. Mas mesmo entre estas, existem aquelas que são consideradas pequenas: as Small Caps.

Para ajudar o investidor a ter uma noção mais concreta destas empresas foi criado o Índice Small Cap (SMLL), que reúne os principais ativos que se enquadram na classificação.

É importante deixar claro, no entanto, que uma empresa Small Cap não se trata de uma empresa ruim, e sim de uma empresa pequena, ou em processo de crescimento.

O que é o Índice Small Cap (SMLL)?

Assim como tantos outros índices endossados pela B3, bolsa de valores brasileira, o SMLL trata-se de uma carteira teórica composta exclusivamente por empresas Small Cap.

É importante notar que esse índice é de retorno total, ou seja, ele avalia tanto a distribuição dos dividendos, quanto a valorização do papel da empresa.

Outro ponto interessante de se notar é que este índice é considerado bastante volátil se comparado com outros índices da bolsa de valores.

O motivo disso tem relação com o fato de que empresas Small Cap têm um potencial de crescimento muito maior que outras empresas mais consolidadas.

Por outro lado, por serem empresas menores, com menos condição de negociação, isso também significa que elas possuem uma chance maior de virem à bancarrota.

E essa possibilidade de crescimento exponencial ou falência são coisas que acontecem com mais frequência neste índice, o que torna o SMLL tão mais instável.

O que são Small Caps?

Para compreender esse índice de forma mais completa é necessário entender a definição de Small Cap, que é a abreviação de “Small capitals”, ou em português pequeno capital.

Basicamente, a Small Cap é uma empresa com um valor de mercado menor do que o de outras empresas, o que não significa que sejam empresas pequenas ou sem importância.

Geralmente usa-se três critérios para definir uma empresa como sendo Small Cap, são eles:

  • Faturamento anual entre $500 milhões a $5 bilhões;
  • Valor de mercado entre $300 milhões e $2 bilhões;
  • Menos do que $50 milhões por dia em negociações diárias.

Requisitos para fazer parte do Índice Small Caps

Para que uma empresa esteja elegível de adentrar ao SMLL, além de ser imprescindível que ela seja uma Small Cap, também é importante cumprir mais dois requisitos, são eles:

  • Não ser uma das empresas que representam 85% do valor de mercado da B3;
  • A ação precisa estar entre as 99% mais negociadas da bolsa.

Investir no Índice SMLL é possível?

Investir no SMLL é possível de duas formas distintas. A primeira delas é comprar as ações diretamente das empresas que compõem o índice.

Dessa forma é possível espelhar diretamente a rentabilidade do SMLL, no entanto, isso pode ser trabalhoso, visto que são quase 100 empresas presentes.

A segunda forma, muito mais prática, é investindo em um ETF que replique a evolução do índice. Existem duas opções no mercado atualmente, a SMLL11 e a SMAC11.

Outra forma de usar o Índice Small Caps é como uma espécie de guia para seus investimentos, nunca deixando de analisar cada ação individualmente.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.