O que é Índice Imobiliário (IMOB)?

Existem muitos setores da economia que estão representados na bolsa de valores brasileira, a B3. Um deles é o setor imobiliário.

Por ser um dos setores que mais movimenta e influência a economia, criou-se um índice para avaliar as ações das melhores empresas, o Índice Imobiliário (IMOB).

O objetivo do IMOB é demonstrar o desempenho médio das empresas mais elegíveis e mais bem contadas desse setor.

O que é o Índice Imobiliário (IMOB)?

O Índice Imobiliário lista as empresas do setor imobiliário que dentro de um parâmetro de retorno total, apresenta as melhores vantagens aos investidores.

O retorno total, por sua vez, é calculado baseado no valor de mercado da empresa, o seu pagamento de dividendos e a evolução da ação ao longo do tempo.

Não são todas as empresas do Setor Imobiliário que estão aptas a serem classificadas no índice. Também vale ressaltar que o IMOB trata-se de uma carteira teórica.

Uma carteira teórica, por sua vez, pressupõe que os ativos que a compõem estão em constante atualização e tem como principal objetivo servir como um benchmark .

Como funciona o Índice Imobiliário

Assim como outros índices endossados pela B3, o Índice Imobiliário tem como principal função ajudar os investidores a terem uma noção mais generalizada deste mercado.

Vale lembrar que existem muitos fatores que podem causar distorções neste índice, ainda mais por se tratar do ramo imobiliário. Entre alguns deles, podemos citar:

  • Crises imobiliários causadas por recessões ou depressões;
  • Instabilidade nacional, inflação ou fatores externos;
  • Especulação imobiliária.

Enfim, o estado da economia de um país pode afetar diretamente a valorização das empresas deste setor.

Critérios para ser listado no IMOB

Para que uma empresa esteja apta a ser listada no IMOB, além é claro de ser uma empresa do setor imobiliário, é necessário que ela cumpra algumas exigências.

Estas exigências são muito semelhantes com a maioria dos outros índices setoriais. São elas:

  • A empresa não pode estar passando por recuperação judicial ou extrajudicial;
  • Ter estado presente em 95% dos pregões desde o início de sua negociação;
  • Não estar passando por nenhuma espécie de intervenção;
  • Ter um valor superior a 1 real, sendo menor ela é considerada uma Penny Stock;
  • Ela precisa ter estado em negociação durante o período das últimas 3 carteiras;
  • Não estar atuando em regime especial de administração;
  • Estar fora de situação especial de listagem.

Caso algum desses critérios seja descumprido, mesmo com a ação já fazendo parte da IMOB, ela pode ser excluída da carteira.

Como investir com o IMOB

Por ser um índice não é possível investir diretamente nele, mas a sua rentabilidade pode ser reproduzida manualmente ao investir em cada ativo de forma individual.

Já houve no passado, no entanto, um ETF que reproduzia a rentabilidade deste índice, o MOBI11, que era composto com 95% de ações do setor. Mas ele foi descontinuado.

É importante lembrar ao investidor que, a melhor estratégia de investimento ainda é analisar a fundo a empresa na qual se quer investir. Consultar outros índices, inclusive, pode ajudar.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.