Um Fundo Mútuo é uma modalidade de investimento na qual um gestor aplica o capital de vários investidores com interesses e objetivos semelhantes em ativos do mercado de capitais.

Tais fundos podem ser classificados ser voltados à Renda Fixa, à Renda Variável ou Multimercado, dependendo de qual é a meta do grupo de investidores.

Geralmente, os Fundos Mútuos contam com uma assessoria especializada de uma instituição de mercado regularizada, de modo a alcançar resultados mais interessantes ao investidor, se ele tivesse aplicado o dinheiro sozinho. É comum estabelecer um índice de mercado (benchmark) para que o gestor consiga igualar ou superar tal marca.

Portanto, os Fundos Mútuos são produtos de investimentos que podem oferecer diversificação e proteção à carteira dos investidores. Por outro lado, há cobranças que podem corroer a rentabilidade do investimento, como as taxas de administração e performance, sem esquecer do come-cotas.

A estratégia do Fundo Mútuo varia muito, pois leva em consideração o perfil de determinado grupo de investidores. Por exemplo, em um Fundo Mútuo de Ações, o gestor pode focar em empresas de crescimento, de dividendos ou apenas em companhias de um determinado setor. Ou ainda investir no mercado internacional. Se o grupo for mais conservador, o gestor pode elaborar uma estratégia com títulos públicos federais rentáveis e assim sucessivamente.

Para concluir, Fundos Mútuos são opções viáveis para os investidores que desejam aplicar capital no mercado financeiro, mas não têm a disponibilidade ou conhecimento para acompanhar todas as manifestações que acontecem nesse ambiente e, por isso, optam por terceirizar essa administração, mesmo que tal serviço tenha custos.

Veja outros termos do mercado financeiro:

Mais acessados