O que é Fundo aberto?

Quando se fala sobre fundos de investimento, há diversas possibilidades para o investidor. O Fundo Aberto é uma dessas opções e consiste em uma categoria muito prática para quem opta por essa modalidade de investimento.

Já que o investidor pode comprar e vender cotas de um Fundo Aberto quando bem entender, seguindo uma estratégia individual de investir, tal tipologia de fundo de investimento é muito atrativa para quem deseja aplicar capital de forma autônoma e independente, uma vez que há a liberdade de movimentação dos cotistas, tanto para a entrada (aportes), quanto para a saída (resgates).

Nesse contexto, o Fundo Aberto é o total oposto de um Fundo Fechado, sendo que, na última opção, não é possível realizar entradas e saídas financeiras fora das datas estabelecidas pelo estatuto do fundo. Caso o investidor queira ou precise sair antes do prazo definido, é preciso fazer uma transferência de cotas no mercado secundário.

Apesar da liberdade na tomada de decisões do investidor, é válido mencionar que um Fundo Aberto ainda conta com um gestor, uma pessoa capacitada e que tomará as decisões referentes ao capital acumulado em determinado fundo.

O responsável pela gestão do fundo pode, inclusive, fechá-lo para entrada de novos investidores e para o aumento de participação dos cotistas atuais. Tal medida dependerá de questões estratégicas, como o acúmulo de capital excessivo em um produto de investimento.

Por meio de um mandato do fundo, uma espécie de documento de transparência aos investidores, o gestor precisa informar os empreendimentos futuros de um fundo, sua categoria, seus riscos e percentuais referentes ao investimento.

Assim, o investidor, antes de tomar qualquer decisão, deve acessar esse documento e verificar se o Fundo Aberto é a melhor opção conforme a sua estratégia.

Apesar de o Fundo Aberto ser mais flexível em termos de aportes e resgates, vale mencionar que um fundo de investimento tem o intuito de proteger, preservar e aumentar o poder de compra do investidor e, para chegar em tal objetivo, tempo é essencial, especialmente a respeito de ações e outros produtos de renda variável.

Sendo assim, é totalmente normal que os prazos de resgate sejam mais extensos para o resgate e o investidor deve evitar tomar decisões com pressa. Por isso, há os Fundos Abertos com carência (precisa esperar um prazo específico para receber os rendimentos da aplicação) e os sem carência (o investidor pode sair quando quiser, sem penalidades).

A respeito dos ativos que compõem um Fundo Aberto, é pertinente pontuar que apenas produtos de extrema liquidez podem compor o fundo, já que os cotistas podem realizar o resgate a qualquer momento. Sobre o Imposto de Renda, há a cobrança da alíquota sobre ganhos de capital (lucro), bem como há a incidência de come-cotas.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.