O que é Fintech?

A evolução tecnológica modificou para sempre a forma como as empresas prestam os seus serviços. No mundo financeiro e bancário, essa evolução é encarnada no termo “Fintech”.

Muitas pessoas ainda não sabem definir exatamente o que é uma Fintech e tampouco qual o propósito desse tipo de empresa. Outras ainda não ouviram falar no termo.

Por outro lado, cada vez mais a presença das fintechs vem dominando o mercado financeiro e tornando obsoletos os serviços prestados por empresas tradicionais.

O que é Fintech?

Fintech é a junção das palavras em inglês “Financial” (financeiro) - fin - e “Technology” (Tecnologia) - tech, ou seja, a aplicação de tecnologia em processos financeiros.

De forma geral, fintechs são empresas que atuam prestando serviços financeiros, porém usando processos totalmente automatizados e tecnológicos. 

Na prática isso significa que uma fintech presta os mesmos serviços que agentes financeiros tradicionais, como bancos, porém de forma informatizada e digital.

O uso da tecnologia pelas fintechs é a sua característica mais proeminente, o que as ajuda a escalar a prestação de serviços, serem mais rápidas no atendimento e acessíveis.

Inclusive, muitas fintechs dispensam um local físico e conseguem atender aos seus clientes por meio de aplicativos de celular.

Tipos de Fintech

Fintechs podem ser categorizadas em diferentes modalidades, porém não existem definições específicas. Os tipos mais comuns de fintechs são:

  • Fintech de pagamento;
  • Fintech de crédito ou empréstimo;
  • Fintech de controle financeiro;
  • Fintech de investimento.

Vamos falar um pouco sobre cada uma delas.

Fintech de pagamento

Fintechs de pagamento são empresas especializadas em facilitar os métodos de pagamento das pessoas, seja oferecendo cartões de crédito ou confecção de boletos.

A diferença para empresas tradicionais é a facilidade para acessar os serviços, para controlá-los e principalmente os custos reduzidos ou mesmo inexistentes de taxas.

Fintech de crédito ou empréstimo

Diferente dos bancos ou de empresas de crédito tradicional, fintechs de crédito ou empréstimo tornam esse processo muito mais simples e menos burocrático.

Além de elas requererem menos comprovações e documentos, o dinheiro é liberado mais rápido e com mais facilidade.

Fintech de controle financeiro

As fintechs de controle financeiro oferecem soluções para quem precisa controlar os seus pagamentos, despesas gerais e não pode pagar uma secretária ou terceirizar o serviço a outra empresa.

Geralmente o seu serviço é oferecido por meio de um aplicativo de celular, alertando a pessoa sobre os seus pagamentos e ajudando ela a organizá-los melhor.

Fintech de investimento

As fintechs de investimento são diferentes de corretoras de valores tradicionais, pois além de cobrarem menos taxas, muitas vezes as isentando, elas também são mais acessíveis.

No Brasil hoje existem inúmeras fintechs de investimento, o que permitiu que muitas pessoas que antes não tinham condições, começassem a investir pela primeira vez.

Fintechs e Startups

Muitas pessoas confundem os dois termos, alguns inclusive acreditam que eles representam a mesma coisa, como sinônimos, mas na realidade são coisas diferentes.

Startups são qualquer tipo de empresa nova em seu início, que consegue prestar um serviço ou vender um produto novo e que tem um grande potencial disruptivo. 

Uma Startup também usa menos recursos e tem um modelo escalável, então as Fintechs podem ser Startups a princípio, mas os dois termos representam coisas diferentes.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.