O que é CMDB11?

Escrito por:

Marcilio Lima

O que é o CMDB11?

O CMDB11 é um fundo de índices, conhecidos como ETFs (Exchange Traded Funds), com foco no investimento em empresas do setor de commodities baseadas na bolsa de valores e na economia do Brasil. O CMDB11 é exposto às empresas dos diversos setores relacionados às commodities, um dos setores mais relevantes para a economia do Brasil.

Resumidamente, commodities são produtos considerados básicos/essenciais. Exemplos de commodities são petróleo, alimentos, minério, entre outros. Em geral, produtos essenciais para alimentação ou produção de produtos derivados de uma commodity base.

O Brasil é um forte produtor e exportador de diversas commodities. As empresas presentes na carteira do CMDB11 estão inseridas nos setores de commodities responsáveis por 97% das exportações de commodities do Brasil e 65% das exportações totais do Brasil, conforme o portal do próprio fundo.

Dessa forma, o CMDB11 é uma opção de investimento diversificado em um dos setores mais relevantes para a economia brasileira. O fundo é composto por algumas dezenas de empresas ligadas ao setor de commodities na bolsa brasileira, a B3.

Logo, o fundo reúne diversificação a uma grande praticidade para investir em commodities, dado que ao comprar apenas 1 cota de CMDB11 o investidor terá exposição nas diversas empresas mais relevantes desse setor.

Além disso, o CMDB11 combina a diversificação no setor a um baixo custo ao investidor. Para isso, o fundo adota a estratégia de gestão passiva, que se resume a replicar um índice de referência, nesse caso o Teva Ações Commodities Brasil.

O CMDB11 somente replica a carteira e, consequentemente, o desempenho do índice fornecido pela Teva Índices. Estratégias mais avançadas na tentativa de superar a valorização do índice são dispensadas.

Isso torna a gestão do CMDB11 mais simples e barata. Consequentemente, o investidor conta com o benefício de menores taxas de administração frente aos demais tipos de fundos de investimentos existentes.

Operacionalmente, a gestão do CMDB11 é realizada pelo BTG Pactual. Além disso, o fundo é constituído sobre a forma de condomínio fechado, o que simplesmente significa que suas cotas são compradas e vendidas pelo ambiente da B3, pelo homebroker de qualquer corretora.

Os concorrentes mais próximos do CMDB11 são o MATB, que replica o índice de materiais básicos (IMAT), e o GOLD11, que replica a valorização do ouro.

Atualmente, não existem concorrentes diretos ao CMDB11, que replicam o mesmo índice, o Teva Ações Commodities Brasil.

A estratégia do CMDB11

O CMDB11 atua em torno da estratégia de ser uma opção de investimento no setor de commodities e alinhar isso à uma grande diversificação, praticidade e acessibilidade ao investidor. Dessa forma, o fundo atua com exposição às principais empresas que produzem e vender commodities, baseadas na bolsa brasileira apenas.

Para isso, o fundo replica a carteira e, consequentemente, o desempenho do índice Teva Ações Commodities Brasil, um índice diversificado em empresas brasileiras, produtoras de múltiplas commodities.

Como resultado de sua estratégia, o fundo permite que o investidor esteja exposto aos diversos subsetores do setor de commodities brasileiro. Os principais setores presentes na carteira do CMDB11 são:

  • Alimentos de carnes e derivados;
  • Mineração;
  • Siderurgia;
  • Papel e celulosa;
  • Petróleo;
  • Agricultura;
  • Açúcar e etanol;
  • Entre outros;

Dessa forma, o CMDB11 se consolida como uma opção de alta praticidade para investir em commodities. Afinal, ao adquirir somente 1 cota de CMDB11, o investidor terá uma exposição em diversas empresas de commodities, focada em produtos diversos.

Além disso, a estratégia de gestão do fundo, chamada de gestão passiva, foca em somente replicar a carteira e o desempenho do índice de referência do fundo.

Isso se converte em uma gestão mais barata e, consequentemente, em menores taxas de administração sobre o patrimônio do investidor.

Toda a estratégia do fundo é altamente acessível, com um investimento irrisório no ambiente de negociação da B3. Atualmente, a cota do CMDB11 negocia na vizinhança dos R$10.

Quais ativos compõem a carteira do CMDB11?

O CMDB11 replica a carteira do índice Teva Ações Commodities Brasil, com o objetivo de replicar seu desempenho. O fundo deve utilizar no mínimo 95% de seus recursos para investir nas ações do índice.

A composição do índice de referência e, consequentemente, do fundo é revisada a cada 4 meses, momento no qual pode ocorrer a entrada ou saída de ações da carteira.

A composição mais atualizada do CMDB11 pode ser conferida no site de relações com investidores do fundo.

Conforme a metodologia de composição do índice, a capitalização das empresas presentes no fundo deve ser de no mínimo R$500 milhões. Além disso, nenhuma ação pode ultrapassar 20% de peso na carteira do CMDB11.

Vantagens do CMDB11

A principal vantagem presente no CMDB11 é sua diversificação e os impactos positivos gerados por ela. Inicialmente, o fundo é exposto a um dos setores mais relevantes para a economia brasileira. O setor de commodities é responsável por uma parte significativa das exportações e do PIB brasileiro.

O CMDB11 é diversificado tanto em número de empresas quando nas commodities produzidas pelas empresas. Dessa forma, tem-se uma redução do risco e da dependência sobre apenas 1 ação ou 1 produto para que o fundo possa apresentar performance.

Além disso, a diversificação do CMDB11 implica em grande praticidade para o investidor. Com a compra de somente 1 cota de CMDB11, o investidor conta com exposição em diversas empresas pertencentes a setores a linhas de negócio lucrativas.

Essas vantagens são acompanhadas de grande acessibilidade. As cotas de CMDB11 são negociadas a aproximadamente R$10 no ambiente de negociação da B3.

Essas vantagens somadas beneficiam tanto aos investidores iniciantes, com menor conhecimento e menores recursos para começar, quanto aos investidores que buscam uma carteira simplificada, que demanda menos acompanhamento e estudo.

Em termos de custo, o CMDB11 se destaca em virtude de sua estratégia de gestão passiva. Com uma gestão simplificada, o CMDB11 é capaz de entregar uma diversificação combinada com baixas taxas de administração ao investidor.

Frente aos demais tipos de fundos, como fundos de ações (FIAs) e fundos multimercados, as taxas de administração do CMDB11 são significativamente menores.

Desvantagens do CMDB11

O CMDB11 possui como desvantagem a falta da possibilidade de personalizar a carteira do fundo. Conforme regulamentações, ETFs devem se basear em um índice e, consequentemente, devem ter uma carteira similar à de seu índice de referência.

Logo, a própria composição do Teva Ações Commodities Brasil pode ser considerada uma desvantagem em determinados casos. Afinal, a capacidade de remover ações que performam abaixo da média pode se tornar mais limitada.

Em virtude de se tratar de um setor cíclico, o setor de commodities pode causar períodos prolongados de queda ou de falta de evolução no patrimônio investido. Afinal, as ações de commodities podem ficar estáticas caso o preço das commodities em si permaneça em um mesmo patamar.

No CMDB11, tem-se a presença de desvantagens em termos de imposto de renda (IR).

Primeiramente, o fundo não é contemplado pela isenção de IR para a venda de cotas, com lucro, limitada a R$20 mil por mês. Ao contrário do que ocorre no caso da venda direta de ações, que possui a isenção.

Além disso, o investidor paga IR parcialmente sobre os dividendos, em virtude da obrigatoriedade de reinvestimento interno dos dividendos recebidos.

Visto que ao receber dividendos o CMDB11 deve reinvesti-los em sua própria carteira, o valor dos dividendos se torna incorporado ao valor das cotas. Consequentemente, ao vender cotas com lucro, o investidor pagará IR parcialmente sobre os dividendos. Ao contrário do que atualmente ocorre em dividendos diretos de ações, isentos de IR.

Quais são os riscos do CMDB11?

O CMDB11 é, praticamente, 100% concentrado em ações do setor de commodities. Logo, temos presentes tanto os riscos relacionados ao investimento em ações quanto os riscos relacionados especificamente ao setor de commodities. Os principais riscos são o risco de mercado e o risco cambial.

O risco de mercado simplesmente significa a possibilidade de desvalorização das ações presentes na carteira do CMDB11, afinal isso tende a impactar negativamente no valor de sua cota no ambiente da B3.

O risco de mercado é especialmente destacado no caso de ações de commodities, visto que esse é um setor cíclico, que apresenta altas e baixas de preço. Visto que os preços das ações de commodities acompanham o preço das commodities em si, nos momentos em que as commodities se desvalorizam, as ações do setor tendem a desvalorizar.

Em complemento, o risco cambial ocorre com base na precificação das commodities. Dado que commodities possuem seu preço formado em dólar, o valor do dólar pode impactar no valor da cota de CMDB11, tanto para cima quanto para baixo.

Tem-se também o risco de liquidez relacionado ao próprio CMDB11. Isso ocorre pois, atualmente, o fundo apresenta um baixo volume de negociações. Dessa forma, podem ocorrer dificuldades em comprar e vender cotas do fundo.

Em casos extremos, o risco de liquidez pode impossibilitar a negociação de cotas, em virtude do baixo volume de negociação do fundo.

Esse é um risco que tende a ser reduzido ao longo do tempo, conforme o CMDB11 e o mercado de ETFs brasileiros evoluam e, consequentemente, haja um maior volume de negociações.

O CMDB11 possui a garantia do FGC?

Não! O CMDB11, em linha com os demais ETFs listados na B3, não possui a garantia do Fundo Garantidor de Crédito, conhecido como FGC. Não há garantia tanto de proteção do valor inicial investido quanto de rentabilidade mínima.

O administrador e o gestor do fundo também não fornecem garantias de rentabilidade ou de proteção do valor inicial investido. Assim como ambos não são, legalmente, responsáveis por variações no preço da cota de CMDB11, dado que são causadas por forças naturais do mercado.

O CMDB11 é um fundo de renda variável. Portanto a rentabilidade do investidor depende exclusivamente da valorização de sua cota no ambiente de bolsa, que não possui garantias para ocorrer.

Taxas do CMDB11

O único custo presente no investimento em CMDB11, por parte do fundo, é sua taxa de administração, de 0,50% ao ano sobre o patrimônio em sua gestão.

Demais taxas (gestão, performance, entrada, saída, carregamento...) não são presentes no CMDB11. O único possível custo adicional é a corretagem, cobrada por corretoras. Porém a maioria das corretoras atualmente zerou essa taxa.

Frente ao mercado de ETFs, a taxa do CMDB11 está em linha com demais taxas praticadas.

O CMDB11 se destaca em relação às outras opções de investimento em commodities, como fundos multimercados, fundos de ações e COEs. Esses geralmente praticam taxas mais elevadas ao investidor.

Como comprar cotas do CMDB11?

O processo de compra das cotas de CMDB11 é bastante simples. Em um primeiro momento, é necessário recorrer a corretora de sua preferência, na qual se pode negociar ativos em bolsa. Em seguida, basta inserir o código de negociação CMDB11 e preencher os dados básicos da ordem: quantidade e preço.

Uma vez inserido o código de negociação, basta inserir a quantidade desejada e o preço pelo qual se deseja comprar tal quantidade de cotas. Feito isso, basta enviar a ordem para execução e, por fim, conferir se a ordem foi completamente executada.

Adicionalmente, uma boa forma de agilizar a execução integral de uma ordem é realizá-la a mercado. Para isso, basta selecionar a opção “ordem a mercado” e o sistema digital de sua corretora irá, automaticamente, realizar a compra de cotas conforme a melhor oferta disponível no instante em que a ordem for emitida.

Qual é o público-alvo do CMDB11?

O CMDB11 é um fundo destinado aos investidores em geral como seu público-alvo. Logo, qualquer investidor pode comprar cotas de CMDB11 por meio do ambiente de negociação da B3.

Conforme o portal de relações com investidores (RI) do próprio fundo, o fundo é destinado aos investidores gerais que compreendam os riscos do fundo e busquem uma rentabilidade coerente com o objetivo de investimento do fundo.

Detalhadamente, todo investidor, tanto pessoa física (PF) quanto pessoa jurídica (PJ), pode comprar cotas de CMDB11. Não existem restrições tanto de conhecimento técnico do investidor quanto de seu patrimônio acumulado no mercado financeiro.

O CMDB11 paga dividendos?

Não! O CMDB11, igualmente aos demais ETFs presentes na B3, não paga dividendos aos seus cotistas. Isso ocorre devido a limitações regulatórias, que impendem que ETFs brasileiros paguem dividendos. Logo, ao receber dividendos, o CMDB11 os reinveste internamente, dentro de sua própria estrutura, nas ações que compõem sua carteira.

Com o reinvestimento de dividendos, o valor dos dividendos é incorporado ao valor da cota, ou seja, fica “dentro do valor da cota” e contribui com sua valorização a longo prazo.

Dessa forma, o investidor recebe os dividendos de forma indireta, por meio da valorização de suas cotas de CMDB11 a longo prazo.

Porém o CMDB11 não é útil para a composição de uma carteira voltada ao recebimento dos dividendos. Os dividendos recebidos serão reinvestidos pelo fundo, ao invés de serem enviados à conta do investidor.

O CMDB11 possui imposto de renda?

Sim! O CMDB11 e todos os demais ETFs listados na B3 possuem a cobrança de imposto de renda (IR). A cobrança de IR no caso de CMDB11 ocorre somente caso ocorra venda de cotas com lucro. Assim como o IR é cobrado somente sobre a fatia do lucro, ao invés de sobre o valor total da venda.

Dessa forma, caso a venda seja realizada com prejuízo, não ocorrerá a cobrança de IR. Além disso, em CMDB11 não ocorre a cobrança de come-cotas e de IOF, como ocorre em outros tipos de fundos.

Nas operações de Day Trade, onde a compra e a venda de cotas ocorrem no mesmo dia, com lucro, a porcentagem de IR devida é de 20% sobre o lucro obtido com a movimentação.

Ao comprar R$10.000 em CMDB11, por exemplo, e vender as cotas por R$11.000, o investidor obtém um lucro de R$1.000. Nesse caso, o IR a pagar é de R$200.

Já nas operações de Swing Trade, nas quais a compra e a venda de cotas ocorrem, com lucro, em dias diferentes, a alíquota de IR a pagar é de 15% sobre o lucro obtido com a movimentação.

Para as operações de Swing Trade, vale o mesmo exemplo das operações de Day Trade, porém com a alíquota de 15%. O IR nesse caso seria de R$150.

Adicionalmente, em CMDB11 e outros ETFs não ocorre a retenção do IR na fonte, como ocorre nos investimentos de renda fixa, por exemplo. A responsabilidade pelo pagamento do IR é exclusivamente do investidor.

O investidor deve, por conta própria ou por meio de serviços contáveis, calcular o IR devido e pagá-lo via DARF, um “boleto de impostos”, até o último dia útil do mês seguinte à venda de cotas com lucro.

O CMDB11 possui isenção de IR para venda até R$20 mil por mês?

Não! O CMDB11, assim como todos os ETFs listados na B3, não possui a isenção de imposto de renda (IR) para a venda de cotas com lucro, limitadas a R$20 mil por mês. Esse é um benefício fiscal válido somente para a venda de ações.

Portanto, toda venda de cotas de CMDB11, e de demais ETFs, com lucro possuirá a cobrança de IR, conforme as condições mencionadas acima.

Quanto rende o CMDB11?

O CMDB11 possui seu rendimento referenciado ao índice Teva Ações Commodities Brasil, um índice composto por empresas produtoras e vendedores de diversas commodities. O fundo replica a carteira do índice em prol de replicar sua valorização.

Além disso, o rendimento do CMDB11 é impactado pelos dividendos pagos pelas empresas presentes em sua carteira. Afinal, conforme requisitos legais, o fundo deve reinvestir os dividendos recebidos em sua própria estrutura, o que potencializa a valorização de suas cotas a longo prazo.

Como investir em commodities com diversificação?

Para investir em commodities pela B3 de forma bastante diversificada, o investidor pode recorrer aos fundos de índice (ETFs), ao invés de comprar ações diretamente. Por meio dos ETFs, é possível estar exposto a dezenas de empresas de commodities, produtoras de diversas commodities.

Essa diversificação, quanto feita via ETFs, é realizada com a compra de somente 1 ativo, ao invés de comprar várias ações individualmente. Isso trás grande praticidade à carteira e facilita questões fiscais, como o imposto de renda.

Dentre as opções para investimento, figura o CMDB11, focado em commodities, em conjunto do MATB11, também focado em commodities e materiais básicos, e do GOLD11, que replica o valor do ouro.

Qual é a diferença entre o CMDB11 e o MATB11?

As diferenças entre o CMDB11 e o MATB11 são os índices nos quais cada fundo se baseia e as instituições responsáveis pela gestão dos fundos. O CMDB11 replica o Teva Ações Commodities Brasil e é gerido pelo BTG Pactual. Já o MATB11 replica o Índice de Materiais Básicos (IMAT) e é gerido pelo Itaú.

Atualmente, ambos os fundos praticam a mesma taxa de administração, de 0,5% ao ano.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.