O que é Capital Intelectual?

O conceito de capital intelectual, atualmente, engloba uma série de coisas que antigamente eram desconsideradas e vistas como menos importantes.

No entanto, muitas pessoas possuem dificuldade para definir o que é capital intelectual, sendo que isto é algo que todas as empresas têm em maior ou menor volume.

Entender o conceito de capital intelectual pode ajudar tanto os administradores de empresas, quanto os investidores em suas respectivas avaliações.

O que é capital intelectual?

O capital intelectual pode ser entendido como a soma de tudo aquilo que uma companhia possui que tem um valor subjetivo, mas que influencia na sua percepção de valor.

Enquanto o capital financeiro é mensurado em números, o capital intelectual apesar de também ser usado para compor o valor de uma empresa, não possui uma valoração exata.

Inclusive, se um por um lado o capital humano é considerado um tipo de capital intelectual, o capital intelectual abrange mais do que apenas o capital humano.

Veja quais são os principais exemplos de capital intelectual:

  • Os colaboradores de uma empresa, que somam seu conhecimento, experiências e habilidades;
  • A lista de fornecedores e clientes, cuja relação com a empresa pode ser inclusive íntima e baseada em lealdade;
  • Marcas e patentes de projetos e ideais devidamente registrados no nome da empresa;
  • Sistemas informacionais e administrativos e os processos que são empregados na operação da companhia.

A importância do capital intelectual

Neste cenário globalizado e num mundo cada vez mais tecnológico, cuja mão de obra humana é substituída por máquinas, o capital intelectual se sobressai.

Já não se trata mais apenas da qualidade de um produto, visto que os processos de produção se universalizaram e a concorrência cresceu graças ao livre mercado.

Para que uma empresa se destaque, ela precisa se diferenciar com o seu capital intelectual. Por exemplo, o investimento em funcionários mais qualificados pode gerar:

  • Um atendimento melhor aos seus clientes;
  • Criação de soluções mais simples e econômicas para processos internos;
  • Maior eficiência na operacionalização de máquinas e sistemas.

Por isso, inclusive, que a valorização do capital intelectual também é muito importante. E ela inclui também a percepção das pessoas sobre a própria companhia.

A relação que o público tem com uma determinada marca também é capital intelectual. Da mesma forma que a boa relação entre diferentes empresas proporciona melhores negócios.

Investir em práticas de governança corporativa, ser capaz de ter uma boa comunicação e apostar em estratégias de marketing servem para incrementar o capital intelectual.

Como se avalia o capital intelectual?

Avaliar o capital intelectual de uma empresa, do ponto de vista de um simples investidor, pode não ser muito fácil. Isso porque algumas informações podem não vir à público.

O que não significa que não seja possível avaliar o impacto que as marcas e patentes pertencentes a uma empresa podem ter na sociedade ou na comunidade ao redor.

Já os administradores devem se atentar a tudo aquilo que a sua empresa possui de know-how e o que ela representa às pessoas.

Em muitos casos, o potencial de valor de uma empresa, baseado no capital humano e intelectual, pode ser maior do que revela uma avaliação superficial.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.