Ações USIM6, USIM5, USIM3

Usiminas

Usinas Siderurgicas de Minas Gerais SA

A Usiminas é uma empresa do setor siderúrgico, líder na produção e comercialização de aços planos. Ver mais

Conheça a Usiminas ações USIM6, USIM5, USIM3

A Usiminas é uma companhia de capital aberto com ações listadas na bolsa de valores brasileira, elas são negociadas sob o ticker USIM6, USIM5, USIM3 na B3.

Indicadores USIM3

  • CotaçãoR$ 7,88

  • P/L1,61

  • LPA4,83

  • P/VPA0,41

  • VPA18,98

  • DY9,61%

Indicadores USIM5

  • CotaçãoR$ 7,24

  • P/L1,49

  • LPA4,83

  • P/VPA0,38

  • VPA18,98

  • DY11,42%

Indicadores USIM6

  • CotaçãoR$ 16,09

  • P/L3,33

  • LPA4,83

  • P/VPA0,85

  • VPA18,98

  • DY5,11%

A Usiminas (ações USIM6, USIM5, USIM3) é sediada em Belo Horizonte, Minas Gerais, e é hoje uma das gigantes produtoras de aços de característica plana no mercado nacional, levando suas operações a atender diversos segmentos da cadeia de valor e atendendo aos mais variados setores, como automotivo, energia, construção civil, distribuição, linha branca, naval, máquinas e equipamentos, entre outros.

A Usiminas (ações USIM3, USIM5, USIM6) possui como principal foco a exploração da indústria siderúrgica e atividades relacionadas, incluindo a extração de minério de ferro, transformação do aço, fabricação de bens de capital e logística. Nos dias atuais, é detentora de duas usinas siderúrgicas com capacidade de produção avaliada em 9,5 milhões de toneladas anuais de produtos laminados, localizadas nas cidades de Ipatinga, Estado de Minas Gerais e Cubatão, Estado de São Paulo, mas também detém reservas de minério de ferro, portos marítimos e centros de distribuição e serviços.

O também conhecido como Sistema Usiminas, se destaca como o maior complexo de siderurgia de aços planos na América Latina e figura como um dos 20 maiores do mundo. A Usiminas é a líder desse Sistema ou conglomerado formado por empresas atuantes em siderurgia e em outros diversos negócios em que o produto aço tem importância considerada estratégica.

Em termos de linhas de negócio, a companhia se divide em quatro frentes principais:

  • Mineração: Através de uma joint venture formada em 2010 através de parceria com a Sumitomo Corporation, foi lançada a Mineração Usiminas, que é responsável pelas operações de mineração, além de transporte ferroviário e portuário. Nessa frente, a companhia possui 3 jazidas adquiridas na região de Serra Azul, além de também possuir plantas de processamento de pellets e sinter feed. Recentemente concluiu investimentos que expandiram a capacidade atual para 12 milhões de toneladas por ano;
  • Siderurgia: Com operações nas cidades de Ipatinga e Cubatão, é uma das maiores produtoras de aços planos do Brasil, com capacidade produtiva de 9,5 milhões de toneladas ao ano. Adicionalmente, também detém a Unigal Usiminas, que se trata de uma joint venture com a Nippon Steel, sendo a responsável pela galvanização de aço, aprimorando o conteúdo tecnológico do aço produzido pela Usiminas;
  • Transformação do Aço: Criada em 2009, a Soluções Usiminas possui amplo portfólio de produtos e serviços de transformação e distribuição de aços planos através das suas 7 unidades industriais. O portfólio da Soluções Usiminas é composto por bobinas de aço, chapas grossas, rolos, conjuntos soldados, estruturas metálicas, discos e tubos de metal, entre outros itens;
  • Bens de Capital: Através da Usiminas Mecânica, fornece produtos de alto valor agregado, sendo a principal fornecedora de soluções criativas para o aço, mineração, automotivo, energia, petroquímica, entre outras indústrias. Através de suas plantas industriais em Ipatinga, produz equipamentos industriais, estruturas de aço pesadas, pontes e viadutos de aço, peças de aço fundido, vagões ferroviários, blanks e produtos estampados.

História da Usiminas

Em meados da década de 50, alguns idealizadores com consciência de que a indústria siderúrgica seria essencial para o Brasil e para o mundo, articularam um movimento importante com o fim de viabilizar a implantação da primeira grande usina de siderurgia de Minas Gerais. Foi fundada em 25 de abril de 1956 a Usiminas, em um cenário brasileiro de euforia e otimismo gerados pelo Plano de Desenvolvimento do governo Juscelino Kubitschek, no Horto de Nossa Senhora, atual Ipatinga. Inicialmente criada com a natureza de uma empresa estatal e apoio do capital e da tecnologia nipônica foi inaugurada no ano de 1962 no então distrito de Ipatinga, que na época pertencia ao município de Coronel Fabriciano.

Em 1958, a Usiminas tornou-se uma joint venture, com a participação de capital estatal em parceria com acionistas japoneses, permitindo um novo estilo de gestão compartilhada - nos moldes da iniciativa privada. A partir do aporte de capitais provenientes do Governo mineiro, federal e japonês, significou, à época, a realização do ideal mineiro e foi ao encontro do desejo e da necessidade japonesa de demonstrar a presença e a marca de sua tecnologia no mundo do ocidente, simultaneamente.

Na data de 26 de outubro de 1962,o então presidente João Goulart inaugurou a Usina Intendente Câmara. Com uma tocha proveniente de Ouro Preto e que simbolizava os inconfidentes mineiros, acendeu o primeiro alto-forno da usina. Poucas horas depois, iniciava-se a primeira corrida de gusa, isto é, a primeira produção industrial da Usiminas. Com isso, iniciou-se o funcionamento de uma série de novas etapas e novas inaugurações

Nos anos 70, anos memoráveis para o país, era época do conhecido milagre brasileiro em que a economia se mostrava recuperada e em crescimento arrojado, reflexo das novas medidas adotadas pelo governo federal, a Companhia desempenhou um papel fundamental neste processo, sendo responsável pelo fornecimento de um insumo básico para a reativação da indústria pesada – naval, automobilística e de construção civil.

Chegando em 1971, a capacidade de produção alcançou a marca de 1 milhão de toneladas de aço ao ano, garantindo a passagem para três fases novas de expansão que capacitou a companhia, ao final da década, a produzir cerca de 3,5 milhões de toneladas ao ano. A equipe de empreendedores da usina trabalhava com foco voltado para a continuidade da expansão da produção de aço. A passos largos, avaliavam oportunidades e ameaças e fizeram da Usiminas a mola propulsora fundamental para o crescimento do país.

Em contraponto aos anos 70, no início dos anos 80 o Brasil se recolhia. Passando por uma profunda recessão, o país enfrentou dívidas, inflação, desemprego e queda do PIB, criando um novo desafio à Usiminas: ajustar-se a esse quadro conturbado da conjuntura. E quando tal período chegou ao fim, apresentando novas perspectivas para a indústria siderúrgica, a Companhia, com sua economia já normalizada, desenvolveu uma ágil e planejada postura, criando oportunidades para intensificar sua busca por tecnologias avançadas e um grau de automação maior de suas unidades produtivas que o atual.

A Usiminas (ações USIM3, USIM5, USIM6) foi a primeira estatal privatizada, em operação realizada no dia 24 de outubro de 1991 pelo presidente em exercício Fernando Collor de Mello. Apesar dos protestos ocorridos na época e da série de demissões após a privatização, o rompimento dos vínculos estatais representou para a empresa uma maior competitividade e produtividade, o que levou ao fato de que já no ano de 1994 fosse considerada a melhor empresa do país pela revista Exame.

No ano de 2008 a Usiminas iniciou um processo de reestruturação de seus processos produtivos e administrativos, a partir da alteração da sua organização e das formas de operar, incluindo também mudanças em suas estratégias. Já em 2009 a companhia demitiu 700 trabalhadores tendo como motivo a queda nas atividades, passando a operar com cerca de 50% da capacidade. Também em 2009 lançaram uma nova logomarca, onde empresas como Cosipa e Zamprogna passaram a funcionar também sob nome Usiminas.

Usiminas na Bolsa de Valores

A Oferta Pública Inicial (IPO) das ações da Usiminas foi realizado em 1994 e suas ações podem ser negociadas por meio das ações USIM3, que são ações ordinárias, e ações USIM6/USIM5, que são suas ações preferenciais.

Item importante de analisar para as ações da Usiminas é o free float.

O free float é o percentual de ações da Usiminas que está em livre circulação na bolsa de valores. Quanto maior esse número, melhor, por que quanto mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da companhia, e atualmente, 22,83% das ações USIM3 e 93,96% das ações USIM6/USIM5 de Usiminas estão em livre circulação no mercado.

Diferença entre as ações USIM5 e USIM3

A principal diferença entre as ações da Usiminas é que as ações ordinárias (USIM3) dão direito a voto nas assembleias da empresa e as ações preferenciais (USIM5) possuem preferência na distribuição dos dividendos, apesar das ações ordinárias também pagarem dividendos.

Criamos um artigo completo que explica em detalhes a diferença entre as acões ON, PN e UNITs, clique aqui para acessar o artigo.

Como declarar ações USIM5 e USIM3?

Para declarar as suas ações da Usiminas no Imposto de Renda (IRPF), siga os seguintes passos:

  • Você deve entrar no item "Bens e Direitos" e selecionar o código "03 - Participações Societárias";
  • Depois, selecione o código "01 - Ações (inclusive as listadas em bolsa)";
  • Depois, em localização, escolha o país do seu investimento, no caso de ações, escolha "105 - Brasil";
  • No campo do CNPJ, digite "60.894.730/0001-05";
  • Depois, em discriminação, coloque o código da ação e a quantidade de ações, por exemplo "USIM3 - QUANTIDADE: 1000";
  • No final, coloque o valor total investido no campo "Situação em 31/12".

As ações da Usiminas pagam dividendos?

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos da Usiminas na aba "dividendos" aqui na página da empresa. Você também vai conseguir ver qual das ações USIM3, USIM5, USIM6 paga mais dividendos.