Ações Neoenergia NEOE3

Neoenergia SA

A Neoenergia (ações NEOE3) é controlada pelo grupo espanhol Iberdrola, a Neoenergia é uma companhia integrada de energia que se apresenta em três segmentos estratégicos de atuação: redes (distribuição e transmissão), renováveis (geração eólica e hidrelétricas) e liberalizado (geração térmica e comercialização de energia). Exerce suas atividades em 18 estados brasileiros, com forte presença na Região Nordeste. Ver mais

Conheça Neoenergia ações NEOE3

Neoenergia é uma empresa de capital aberto negociada na bolsa de valores brasileira, suas ações são negociadas através do ticker NEOE3 na B3.

CNPJ

PÁGINA NA B3Ver site ⇨

FUNDADO

IPO

VALOR MERCADO

PÁGINA DE RIVer site ⇨

SITE OFICIALVer site ⇨

A Neoenergia (ações NEOE3) é uma empresa presente no segmento de energia elétrica da bolsa de valores do Brasil. A Neoenergia atua nos setores tradicionais de uma companhia inserida nesse ramo de atuação, sendo eles: geração, distribuição (onde está o seu foco), transmissão e comercialização de energia elétrica.

Em 18 estados brasileiros, a atuação da Neoenergia é ampla e abrangente, especialmente no Nordeste. Estima-se que mais de 34 milhões de pessoas usufruem dos serviços da empresa, por meio de 14 milhões de pontos de consumo.

A Neoenergia possui 4,1 GW em geração​, sendo 88% de energia renovável, uma porcentagem que demonstra uma preocupação com a sustentabilidade e preservação do meio ambiente. Além disso, a Neoenergia (ações NEOE3) estuda a implementação de mais 1 GW, por meio da construção de novos parques eólicos. Em transmissão, a companhia detém 679​ km em linhas em operação, mais 6.000 km em construção.

A respeito da distribuição, a Neoenergia conta com 4 subsidiárias:

Sendo assim, a Neoenergia tem a infraestrutura para distribuir energia nesses estados em sua totalidade (exceção para São Paulo, onde 223 municípios são atendidos), em parte da Paraíba e 5 municípios do Mato Grosso do Sul.

Na comercialização, a empresa conta com a ramificação Neoenergia Comercialização, a qual atende clientes comerciais, residenciais e industriais. A companhia oferece soluções sustentáveis aos seus clientes, como a energia solar. Esse segmento atua junto com a subsidiária Elektro, pertencente à Neoenergia.

A partir de janeiro de 2021, a Neoenergia será integrante da carteira do Índice de Sustentabilidade Empresarial da B3, o qual se caracteriza por ser um compilado de companhias que possuem as melhores práticas de governança corporativa e sustentabilidade.

A empresa encontra boas expectativas no mercado, uma vez que há muita capacidade para ampliação de sua atuação. A preocupação com energias renováveis, somado com a disponibilidade da empresa em construir tais infraestruturas, gera interesse nos investidores extremamente atentos ao modelo de negócio sustentável da Neoenergia, cujo lema empresarial revela o aspecto mais notório da companhia: “a energia do futuro”.

História da Neoenergia

A Neoenergia (ações NEOE3) é controlada pelo grupo espanhol Iberdrola, que atua na distribuição de gás natural e na geração e distribuição de energia elétrica. As atividades do grupo no Brasil iniciaram-se em 1997, com empreendimentos de distribuição de eletricidade na Bahia e no Rio Grande do Norte. De lá para cá, a empresa se expandiu expressivamente e sua atuação chegou a 18 estados brasileiros.

O Grupo Iberdrola, inicialmente, adquiriu a Coelba (Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia) e da Cosern (Companhia Energética do Rio Grande do Norte - ações CSRN3, CSRN5, CSRN6), ambas com concessão de 30 anos, assegurada pelo Governo Federal, em 1997.

No ano 2000, o Grupo faz a aquisição da Celpe (ações CEPE3, CEPE5, CEPE6), em um leilão de privatização. O negócio incluía o compromisso do Grupo em construir uma usina termoelétrica no estado, a UTE Termopernambuco, que começaria a funcionar em 2004. Nesse mesmo ano, a empresa inicia a UTE de Termoaçu, no Rio Grande do Norte, e cria a comercializadora de eletricidade NC Energia.

Em 2004, a empresa passa por um processo de reestruturação e a holding passaria a se chamar Neoenergia (ações NEOE3) a partir desse momento. A companhia passou boa parte da década construindo PCHs (Pequenas Centrais Hidrelétricas) e usinas para a geração de energia nos estados de atuação.

Em 2010, a empresa demonstra interesse na geração de eletricidade a partir de parques eólicos. Em 2017, a companhia faz a aquisição da Elektro Holding (ações EKTR3, EKTR4) para atuar no segmento de comercialização de eletricidade. Em 2019, a Neoenergia realiza o seu IPO na B3 (B3SA3), bolsa de valores do Brasil, no segmento de Novo Mercado, mais elevado nível de governança corporativa.

Dividendos Neoenergia

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos na aba "dividendos" aqui da página da empresa.

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.