O que é NOBL?

Escrito por:

Marcilio Lima

Os chamados EFT - Exchange Traded Fund - são opções de investimentos para quem deseja diversificar a carteira de investimentos. São produtos negociados em Bolsas de Valores, com negociação parecida com ações.

Os ETFs podem ser compreendidos como Fundos de Índice, pois tem uma performance parecida com o índice que desejam replicar. No caso do ETF NOBL, o índice replicado é o da bolsa de valores americana S&P 500 Dividend Aristocrats Index, responsável por selecionar as empresas que mais pagaram dividendos crescentes aos seus acionistas por, pelo menos, 25 anos.

Como funciona o ETF NOBL

O ETF NOBL é um produto de investimento negociado na Bolsa de Valores norte-americana. Para ter acesso a esse ETF, o investidor precisa fazer a negociação através de uma corretora de valores autorizada a disponibilizar esse produto, como a Passfolio e a Avenue, em caso de o investidor ser brasileiro.

O ETF NOBL procura replicar o índice S&P 500 Dividend Aristocrats Index, o qual pode ser definido como um índice composto por 65 ações (stocks), sendo que, para entrar no índice, essas empresas precisam distribuir seus dividendos aos acionistas de forma recorrente e crescente nos últimos 25 anos.

O único critério é que nenhum setor deva ultrapassar o limite de 30% de composição do índice, para que o mesmo seja diversificado em níveis saudáveis.

Histórico do ETF NOBL

O ETF NOBL está no mercado desde 10 de setembro de 2013, quando teve o seu IPO. Sua gestão é realizada pela ProShares, um provedor de produtos de investimentos em funcionamento desde 1997. A taxa de administração consiste em 0,35% ao ano.

Composição do ETF NOBL

O ETF NOBL é reconhecido pelo seu portfólio composto por empresas que costumam distribuir seus rendimentos em forma de proventos aos acionistas de forma recorrente e frequente.

As principais posições do ETF NOBL são Nucor, People’s United Financial, Caterpillar, Exxon Mobil, Cincinnati Financial, General Dynamics, Smith, Federal Realty, Automatic Data Processing e Expeditors.

Outras empresas que compõem o ETF são: Chevron Corp, 3M, Coca-Cola, McDonald’s, AT&T e Target Corp.

Vantagens de investir no ETF NOBL

Há muitas vantagens ao investir no ETF NOBL. Além de o investidor ficar exposto às companhias estadunidenses que pagam dividendos recorrentes e com potencial de crescimento para aumentar ainda mais essa distribuição, o portfólio do ETF é bastante diversificado e concentrado em setores essenciais e rentáveis, como o setor industrial, de consumo cíclico, de matérias básicos, financeiro, de saúde, de consumo não-cíclico, imobiliário, de utilidades, de energia, de tecnologia da informação e de telecomunicação.

Por fim, o ETF paga dividendos recorrentes aos investidores, atualmente, quatro vezes ao ano, o que consiste em outro benefício.

Desvantagens de investir no ETF NOBL

Uma das grandes ressalvas dos investidores acerca do ETF é que o critério para que a empresa entre no portfólio é o pagamento de dividendos, sendo que essa não é a métrica ideal para medir a saúde financeira da empresa. Além disso, os dividendos poderiam ser mais elevados, dado que esse é o foco do ETF.

Ainda, a taxa de administração é considerada elevada se comparada com outras médias do mercado, o que pode comprometer a rentabilidade do investidor.

Por fim, a valorização do ETF é um pouco mais tímida, devido ao fato dessas empresas distribuírem dividendos frequentes e deixarem investimentos que podem ocasionar em crescimento de lado.

Dividendos do ETF NOBL

O ETF NOBL realiza o pagamento a cada três meses, em março, junho, setembro e dezembro. Historicamente, o ETF realiza a distribuição de proventos quatro vezes ao ano.

Vale a pena investir no ETF NOBL?

O ETF NOBL é ideal para quem procura uma diversificação no mercado norte-americano e se expor às empresas pagadoras de dividendos. Aos iniciantes, é um dos métodos recomendados para conhecer o mercado financeiro internacional.

Se o investidor é mais independente e possui conhecimento, pode valer a pena conferir as melhores empresas do ETF NOBL e montar a sua própria carteira para geração de renda passiva, visto que as empresas que compõem o ETF são conhecidas por distribuir dividendos.

Quem investe no longo prazo, o ETF pode mostrar bons resultados, mas altas rentabilidades não é o foco desse produto de investimento e sim o pagamento de dividendos.

Rentabilidade passada não garante rentabilidade futura, assim como dividendo passado não garante dividendo futuro, mas estar exposto ao dólar através dessas empresas, algumas consolidadas, outras em fase de crescimento, sempre é um meio seguro de proteger a carteira de investimentos.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.