Um fundo de investimentos tem como ponto forte a sua diversificação, ao investir em ativos e títulos financeiros de diversas naturezas. Nesse sentido, o Fundo de Fundos (Fund of Funds ou FOF como são conhecidos) se destaca quando o assunto é diversificação, já que a carteira de um FOF é composta de vários desses fundos.

Ainda, um grande aspecto positivo de FOF é a gestão de não apenas um, mas vários profissionais do mercado. Isso é verdadeiro, já que cada fundo apresenta o seu próprio gestor e, ao adquirir uma cota de um FOF, o investidor fica exposto e protegido pelas decisões de cada profissional responsável pela performance desses fundos presentes na composição de um FOF. Ainda, é comum que gestores cometam erros na gerência de um fundo, mas esse equívoco tem menos impacto em um FOF por conta da diversificação.

O funcionamento de um FOF é simples. Com o dinheiro arrecadado com a venda das cotas, o gestor faz a compra de vários fundos de investimento disponíveis no mercado, de acordo com a sua estratégia, a qual precisa estar explícita no estatuto do FOF.

Sobre a tipologia de FOF, há as seguintes opções disponíveis: Fundos de Ações, Fundos Multimercado, Fundos de Investimento Imobiliário, Fundos de Renda Fixa, entre outros. Para ser considerado um FOF, não é possível incluir duas categorias em um mesmo fundo, ações e renda fixa, por exemplo. O fundo precisa se limitar a apenas uma categoria.

Posto isso, 95% do patrimônio do FOF precisa estar alocado em fundos de uma mesma categoria e os outros 5% restantes podem estar aplicados em títulos públicos federais ou títulos de renda fixa de instituições financeiras privadas, como CDBs.

Além da alta diversificação e da administração ativa de um FOF, há ainda outras vantagens nessa modalidade, como o custo acessível das cotas e a segurança, uma vez que as cotas de FOFs são negociadas na faixa dos R$ 100. Outras vantagens são a simplicidade e a menor volatilidade do investimento.

Mais um critério que pede a atenção do investidor é a cobrança de taxas, a de performance e a de gestão, no caso de um FOF. Tais taxas podem corroer a rentabilidade, sendo extremamente importante que o investidor tenha cuidado para consultar o estatuto do fundo e ter total ciência de tais pagamentos. Além disso, como a maioria dos investimentos no mercado financeiro, há a cobrança do Imposto de Renda.

Por fim, se o investidor não tem tempo, conhecimento e muito capital disponível para compor uma carteira de investimentos diversificada, um FOF pode ser uma opção muito interessante e rentável.

Veja outros termos do mercado financeiro:

Mais acessados