Você sabe o que são as contas patrimoniais? Você sabe qual a importância que elas possuem para a administração de uma empresa?

Quem procura empresas para investir depende muito de uma análise mais aprofundada das contas patrimoniais, pois assim ele pode identificar a qualidade do investimento.

Por outro lado, não são todos os investidores que conhecem as contas patrimoniais ou mesmo que sabem como analisá-las de fato.

O que são contas patrimoniais?

As contas patrimoniais são formadas pelos bens, direitos e passivos de uma empresa, e indicam se a empresa possui obrigações e também qual é o seu patrimônio líquido de fato.

O conceito de contas patrimoniais é fundamental dentro da contabilidade, sendo que a evolução do patrimônio de uma empresa é o principal objeto de estudo da área contábil.

Vale destacar que, na análise de uma empresa, as contas patrimoniais possuem uma importância tão grande quanto as das contas de resultado.

Quais são as contas patrimoniais?

Existem três tipos de contas patrimoniais. São elas:

1.Contas de ativos;

2.Contas de passivos;

3. Patrimônio líquido.

Entenda melhor cada uma delas.

Contas de ativos

As contas de ativos são representadas por tudo aquilo que a empresa possui que tem e gera valor agora ou que tem o potencial de gerar valor no futuro.

A conta de ativos também pode ser classificada em dois tipos diferentes:

  • Ativos circulantes: São todos os ativos que possuem maior liquidez e que podem ser convertidos em capital, como conta corrente e dinheiro em caixa;
  • Ativos não circulantes: São todos os ativos que têm uma liquidez mais baixa, como por exemplo imóveis, joias e etc.

Contas de passivos

A conta de passivos representa o oposto da conta de ativos. Isso significa que nela são consideradas todas as obrigações e dívidas da empresa.

Tal como acontece com a conta de ativos, a conta de passivos pode ser classificada em:

  • Passivo circulante: Representa todas as despesas que a empresa tem dentro de um curto espaço de tempo, geralmente em um período mensal;
  • Passivo não circulante: Todas as dívidas ou obrigações que só são cobradas em um período superior ao exercício atual.

Patrimônio líquido

Por fim, o patrimônio líquido é identificado ao subtrair a diferença entre as contas de ativos e passivos. O resultado é visto como o valor contábil de uma empresa.

O patrimônio líquido pode ser entendido como o resultado do capital inicial investido na empresa, mais a variação deste ao longo dos anos.

Qual a função das contas patrimoniais?

Uma das principais funções das contas patrimoniais é avaliar se uma empresa está conseguindo evoluir o seu patrimônio positivamente ao longo do tempo.

Em outras palavras, se a empresa está crescendo a sua operação de forma sustentável, isso pode ser visto como um bom indicativo de investimento.

Isso porque o objetivo de qualquer empresa é crescer a sua operação e se tornar mais lucrativa com o tempo. Todavia, esse não deve ser o único parâmetro de avaliação.

Existem alguns modelos de negócio que certas empresas utilizam que são muito calcados em alavancagem, o que pode fazer com que elas tenham prejuízos. Mas isso não significa que se trata de uma empresa ruim.

Entretanto, na falta de informações que justifiquem uma operação que gere prejuízos, as contas patrimoniais são um ótimo indicativo da qualidade de operação de uma empresa.

Veja outros termos do mercado financeiro:

Mais acessados