O que é Capital Fixo?

Toda empresa é composta de um capital fixo. No entanto, ainda existe muita confusão sobre o que é considerado capital fixo e o que não é.

Com o seu capital fixo uma empresa consegue se planejar para crescer. E ele também pode ser usado como garantia para a contração de dívidas.

Apesar do nome, também é importante entender que o capital fixo não precisa se manter o mesmo por toda a vida empresa.

O que é capital fixo?

O capital fixo de uma empresa são todos aqueles recursos financeiros ou bens que são utilizados para que a operação da empresa seja possível de forma contínua.

Isso significa que matéria-prima para a confecção de um item não é um capital fixo, pois ao ser utilizado uma vez, ela deixa de existir e precisa ser reposta.

Existem várias formas de determinar o capital fixo de uma empresa, seja pelo seu contrato social, ou avaliando os recursos guardados no banco mais os bens em seu nome.

Cada tipo de empresa tem uma relação diferente com capital fixo. Algumas que possuem operações mais complexas, como fábricas, precisam demais.

Outras, geralmente as prestadoras de serviço, acabam necessitando de menos capital fixo, pois há mais maleabilidade e autonomia nos seus processos operacionais.

Tipos de capital fixo

O capital fixo pode ser categorizado em dois tipos diferentes, são eles:

  • Capital social;
  • Investimento em infraestrutura.

Vamos falar um pouco sobre cada um deles.

Capital social

O capital social é o primeiro capital fixo. Ele é composto pelo investimento dos sócios, que aportam uma quantia necessária para a operação da companhia.

Este dinheiro aportado inicialmente deve ser capaz de pagar a aquisição de maquinário, ferramentas, imóveis, veículos, gastos com marcas e patentes.

Apesar de todos esses itens poderem sofrer valorização ou desvalorização com o tempo, o valor do capital social só pode ser alterado fazendo mudanças no contrato social.

Inclusive, o valor pode aumentar ou diminuir por meio de aportes financeiros com a entrada ou saída de sócios da sociedade da empresa.

Investimento em infraestrutura

Todos os bens tangíveis de uma empresa são de capital fixo, pois por mais que eles sejam imprescindíveis para a operação da companhia, eles não se desgastam com o uso.

Máquinas e ferramentas usadas para criar um produto são um bom exemplo de capital fixo. Sem eles, os produtos não existiriam, porém, eles não se esgotam ao serem usados.

O imóvel onde a empresa está localizada, caso seja dela, é um tipo de capital fixo. Qualquer reforma feita neste imóvel, por sua vez, é um investimento no capital fixo.

Capital fixo e capital circulante

Apesar da importância do capital fixo para uma empresa, é importante lembrar que o capital circulante é de semelhante importância, e sem ele a empresa não existiria.

Outra forma de se referir ao capital circulante é como capital de giro. Seu principal uso é com o pagamento de contas a fornecedores para aquisição de matéria prima e serviços.

A razão deste capital ser denominado de circulante, ou de giro, é porque ele não permanece parado na empresa, tal como o capital fixo, e sempre precisa ser reposto.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.