Ações Rumo RAIL3

Rumo SA

A Rumo é uma empresa brasileira do setor de logística. Trabalha principalmente com empresas do agronegócio, operando linhas ferroviárias e atendendo o transporte até portos e terminais. Também gerencia centros de armazenamento e de distribuição. Faz parte do grupo Cosan. Ver mais

Conheça Rumo ações RAIL3

A Rumo é uma empresa de capital aberto com ações listadas na bolsa de valores brasileira, elas são negociadas através do ticker RAIL3 na B3.

A Rumo, RAIL3, foi originada a partir da fusão entre a Rumo Logística e a ALL (América Latina Logística), a atual estrutura da Rumo é o principal ativo operacional de sua controladora, a Cosan Logística (RLOG3). A companhia representa a maior operadora ferroviária independente do Brasil e, adicionalmente, atua com operações de centros de distribuição, terminais portuários/logísticos e com a armazenagem de bens.

Com foco no fornecimento de serviços logísticos para, principalmente, o transporte e armazenamento de commodities agrícolas, a Rumo (ações RAIL3) possui uma infraestrutura logística dotada de milhares de quilômetros de ferrovia e de múltiplas locomotivas e vagões, além da utilização do transporte intermodal e de sua presença nos três principais corredores de exportação de commodities agrícolas do território nacional. Sendo assim, nota-se a relevância da Rumo no negócio agrícola brasileiro, através do transporte das commodities produzidas. 

A trajetória da Rumo (RAIL3)

Dentre os marcos históricos na trajetória da Rumo, tem-se como ponto de partida a criação da marca Rumo, propriamente dita, no ano de 2006. No contexto da época, a companhia era a maior operadora de serviços logísticos na exportação de açúcar. Como previamente mencionado, o atual porte da infraestrutura da Rumo foi originado pela fusão entre a Rumo e a América Latina Logística (ALL), sobre a qual os fatos serão discorridos mais adiante. 

Entretanto, a história de ambas as empresas se cruzou no ano de 2009, quando foi realizado o acordo inicial entre a Rumo e a ALL. Em sequência, no ano de 2010 ocorreu um processo de capitalização da Rumo e, consequentemente ocorreu uma proposta de fusão entre ambas as companhias no ano de 2014. 

Mediante à proposta de fusão das operações da Rumo e da América Latina Logística, tal fusão foi completada no ano de 2015. Ao passo que, ainda no mesmo ano, a Rumo tornou-se listada na bolsa de valores brasileira, a B3, sobre o seguimento de listagem Novo Mercado. 

Previamente ao progresso protagonizado pela Rumo (RAIL3) a partir de 2015, é importante destacar determinados marcos históricos da ALL, companhia com a qual a Rumo fundiu-se em 2014. Em virtude da privatização do sistema de ferrovias brasileiras, ocorrida entre 1996 e 1998, a América Latina Logística foi criada no ano de 1999. No decorrer de seu crescimento, a companhia tornou-se listada em bolsa de valores no ano de 2004. 

Em sequência, a ALL adquiriu a companhia Brasil Ferrovias em 2006 e, no decorrer de sua trajetória, atuou em outros projetos como, por exemplo, o Projeto Rondonópolis, concluído em 2013. Vale destacar que as ações da ALL adequaram-se ao seguimento de listagem Novo Mercado em 2010 e, finalmente, a fusão com a Rumo Logística foi concluída em 2015. 

A partir do ano de 2015 a Rumo, já após a fusão com a ALL, executou dois aumentos de capital nos anos de, respectivamente, 2016 e 2017. Com base em sua estratégia de crescimento no setor logístico, com ênfase na logística de commodities agrícolas, a companhia passou a auferir lucro líquido no ano de 2018, com uma lucratividade em tal ano de, aproximadamente, R$273 milhões. Adicionalmente, a Rumo (RAIL3) venceu o leilão da Ferrovia Norte-Sul no ano de 2019, de tal maneira que sua malha de logística ferroviária foi significativamente ampliada. 

A Rumo (RAIL3) atualmente 

Nos dias de hoje, a Rumo atua a partir de uma estratégia de crescimento com foco em uma expansão geográfica consistente, em prol de ampliar sua presença no setor logístico brasileiro. Sendo assim, a companhia possui presença em 80% das regiões exportadoras do Brasil, com o objetivo de interligar produtores aos portos, nos quais realiza-se a exportação das respectivas commodities agrícolas. Para exercer tal função, a Rumo possui em torno de 13.000 quilômetros em linhas ferroviárias, através das quais são operadas, aproximadamente, 1200 locomotivas munidas de um agregado de 33.000 vagões de carga. A presença geográfica da companhia se estende em 8 estados brasileiros (GO, MT, SP, PR, SC, RS, MS, TO) e, adicionalmente aos serviços de transporte em si, a Rumo possui a concessão de 2 terminais portuários no porto de Santos. Além disso, a companhia atua na armazenagem das commodities e no gerenciamento de seus próprios centros de distribuição. 

O modelo de negócios da Rumo é dividido em três unidades de negócios, em prol de distinguir as malhas e os setores nos quais cada uma realiza suas operações, são elas: Operação Norte, Operação Sul e Operação de Contêineres. Através das unidades citadas, a Rumo operacionaliza seus serviços de logística e armazenagem, contribuindo para a exportação de mercadorias agrícolas. Vale destacar que, apesar da predominância do uso de ferrovias, a empresa utiliza-se de transporte intermodal, mesclando trens e caminhões, em cenários nos quais é possível otimizar custos a partir de tal operação. Com o objetivo de operacionalizar uma atuação empresarial de tamanha amplitude, a Rumo possui mais de 9000 colaboradores diretos, distribuídos entre as regiões nas quais atua. 

Rumo na Bolsa de Valores

O IPO das ações da Rumo ocorreu em 1998 e suas ações podem ser negociadas através das ações RAIL3, que são ações ordinárias.

Itens importantes de analisar para as ações da Rumo é o free float e o tag along.

O free float é a quantidade de ações da Rumo que está em livre circulação na bolsa de valores. Quanto maior esse número, melhor, já que com mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da companhia, e atualmente, 65,59% das ações RAIL3 de Rumo estão em livre circulação no mercado.

Já o tag along representa o direito, em caso de venda das ações do sócio controlador, de vender suas ações em conjunto, podendo receber os mesmos valores que o acionista majoritário em caso de tag along de 100%. No caso de RAIL3, o tag along é de 100%.

Em termos de governança corporativa, as ações RAIL3 estão listadas no segmento Novo Mercado da B3, que representa o mais alto nível de governança corporativa. Por isso, Rumo possui uma série de práticas que devem ser seguidas para aumentar a transparência e consistência das informações e a proteção de seus acionistas, incluindo minoritários, sinalizando assim.

Como declarar ações RAIL3?

Para declarar as ações da Rumo no Imposto de Renda (IRPF), siga os passos:

  • Você deve entrar no item "Bens e Direitos" e selecionar o código "03 - Participações Societárias";
  • Depois, selecione o código "01 - Ações (inclusive as listadas em bolsa)";
  • Depois, em localização, escolha o país do seu investimento, no caso de ações, escolha "105 - Brasil";
  • No campo do CNPJ, digite "02.387.241/0001-60";
  • Depois, em discriminação, coloque o código da ação e a quantidade de ações, por exemplo "RAIL3 - QUANTIDADE: 1000";
  • No final, coloque o valor total investido no campo "Situação em 31/12".

As ações da Rumo pagam dividendos?

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos da Rumo na aba "dividendos" aqui na página da empresa.