Ações Banco da Amazônia BAZA3

Banco da Amazonia SA

O Banco da Amazônia (ações BAZA3) é a principal instituição financeira federal de fomento com a missão de promover o desenvolvimento da região amazônica. Atua na região norte do país e administra alguns fundos constitucionais como o FAT, FDA, FMM e FNO, respondendo por mais de 60% do crédito de longo prazo da região. Ver mais

Conheça Banco da Amazônia ações BAZA3

O Banco da Amazônia é uma empresa de capital aberto que negocia suas ações na bolsa de valores brasileira, elas são negociadas sob o código BAZA3 na B3.

O Banco da Amazônia (ações BAZA3) está no setor financeiro e oferece produtos que podem ser facilmente encontrados em instituições bancárias, como abertura de contas, cartão de crédito, capitalização, empréstimo, previdência, investimentos, financiamentos, câmbio e seguros.

Responsável pelo desenvolvimento da região norte do Brasil, o BASA (ações BAZA3) administra o FNO (Fundo Constitucional de Financiamento do Norte). Com 120 agências espalhadas pela região Norte e outros lugares do país, como Brasília e São Paulo, o banco tem a participação de 60% do crédito total para o aperfeiçoamento dessa região.

Uma vez que o Governo Federal é a organização com maior participação no BAZA (ações BAZA3), o banco não é considerado estadual. Na verdade, trata-se de uma sociedade de economia mista.

A partir de 2002, apesar da sigla BASA ser bastante difundida, as assinaturas dos documentos do banco passaram a acontecer por extenso. Isso porque dizer que a instituição é “da Amazônia” enfatiza o papel que essa região tem no nosso país. Diretamente ligado com uma das regiões mais ricas e prósperas do Brasil, é de se esperar que o Banco da Amazônia passe por um crescimento acelerado, de modo a acompanhar tal localidade.

História do Banco da Amazônia

Na década de 1940, a Ásia era a principal produtora de goma elástica e látex do mundo. Quando o conflito da Segunda Guerra Mundial se inicia e a produção deste produto fica comprometida, o mundo recorre à Amazônia. Então, a partir do Acordo de Washington, firmado em 9 de julho de 1942, cria-se o Banco de Crédito da Borracha, em concordância entre os governos dos Estados Unidos e do Brasil.

Sendo assim, deve-se considerar que os dois países possuíam participação acionária na nova instituição. Após 30 anos do fim da Era da Borracha no Brasil, o grande desafio da instituição era revigorar os seringais nativos da Amazônia e impulsionar o seu desenvolvimento econômico.

Porém, na década de 1950, a borracha da Ásia já está novamente em produção, comercializada com preços atrativos e baratos, de modo que as atividades do banco foram prejudicadas. Em 30 de agosto de 1950, o Governo Federal transformou o Banco de Crédito da Borracha no Banco de Crédito da Amazônia para que o seu campo de atuação fosse ampliado para outras áreas de atividades econômicas.

Nesse período, no governo de Juscelino Kubitschek, a abertura da rodovia Belém-Brasília beneficiou a região positivamente, bem como a implementação do Primeiro Plano de Valorização Econômica da Amazônia. O ano de 1966 marcou a história do banco pelo fato de a instituição ser transformada em agente financeiro do Governo Federal para o desenvolvimento da região amazônica.

Na data de 28 de setembro deste ano, o Banco da Amazônia (ações BAZA3), já com esse nome (ou pela abreviação BASA), é o depositário de recursos provenientes de incentivos fiscais.

Em 1970, o BAZA abre o seu capital e o Tesouro Nacional é conhecido como detentor de 51% de suas ações. Em 1974, recebe o título de agente financeiro do Fundo de Investimento da Amazônia (Finam), o qual é administrado pela Superintendência do Desenvolvimento da Amazônia (Sudam). Tal acontecimento marcou a expansão do desenvolvimento agrícola da região, bem como a industrialização da mesma.

De lá para cá, a atuação do Banco da Amazônia (ações BAZA3) continua a prezar pelo desenvolvimento sustentável da região, mediante a modernização tecnológica, expansão da rede de atendimento e foco no cliente, seja físico ou jurídico. Além disso, a instituição procura aumentar a sua responsabilidade socioambiental, promovendo patrocínio de ações culturais, esportivas e sociais.

Banco da Amazônia na Bolsa de Valores

O IPO das ações do Banco da Amazônia foi realizado em 1977 e suas ações podem ser negociadas por meio das ações BAZA3, que são suas ações ordinárias.

Pontos importantes de analisar para as ações do Banco da Amazônia é o free float e o tag along.

O free float é a quantidade de ações do Banco da Amazônia que está em livre circulação. Quanto maior esse número, melhor, pois quanto mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da companhia, e atualmente, 4,21% das ações BAZA3 de Banco da Amazônia estão em livre circulação no mercado.

Já o tag along representa o direito, em caso de venda das ações do sócio controlador, de vender suas ações em conjunto; no caso de tag along de 100%, podem ser recebidos os mesmos valores do acionista majoritário. No caso de BAZA3, o tag along é de 80%.

Como declarar ações BAZA3?

Para declarar as ações do Banco da Amazônia no Imposto de Renda (IRPF), siga os passos:

  • Você deve entrar no item "Bens e Direitos" e selecionar o código "03 - Participações Societárias";
  • Depois, selecione o código "01 - Ações (inclusive as listadas em bolsa)";
  • Depois, em localização, escolha o país do seu investimento, no caso de ações, escolha "105 - Brasil";
  • No campo do CNPJ, digite "04.902.979/0001-44";
  • Depois, em discriminação, coloque o código da ação e a quantidade de ações, por exemplo "BAZA3 - QUANTIDADE: 1000";
  • No final, coloque o valor total investido no campo "Situação em 31/12".

As ações do Banco da Amazônia pagam dividendos?

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos do Banco da Amazônia na aba "dividendos" aqui na página da empresa.