Ações BBAS3

Banco do Brasil

Banco do Brasil SA

O Banco do Brasil é uma instituição bicentenária e segundo maior banco do Brasil em total de ativos. Tem como propósito principal, servir ao governo na concessão de linhas de crédito nas situações de extrema importância. Ver mais

Conheça o Banco do Brasil ações BBAS3

O Banco do Brasil é uma companhia de capital aberto negociada na bolsa de valores brasileira, suas ações são negociadas sob o código BBAS3 na B3.

Indicadores BBAS3

  • CotaçãoR$ 38,45

  • P/L4,68

  • LPA8,22

  • P/VPA0,73

  • VPA53

  • DY9,33%

Escrito por:

Marjoel Moreira

O Banco do Brasil, primeira instituição financeira do país, possui enorme relevância no contexto nacional ainda nos dias de hoje.

A instituição já atravessou mais de dois séculos e acompanhou o país em persos cenários econômicos, como inflação galopante e troca de moedas.

Atualmente, o Banco do Brasil possui mais de 4.000 agências. Em março de 2022, o banco contava com mais de 56 mil pontos de atendimento, incluindo redes compartilhadas e correspondentes bancários.

Isso faz com que a instituição esteja presente em 96,8% dos municípios brasileiros.

Além dessa disponibilização física, o banco marca espaço também no ambiente online, por meio de site e aplicativo para celular. O BB ainda possui presença física em 23 países e, por meio de uma rede de 1.039 bancos correspondentes, alcança 140 países.

Entre os serviços oferecidos pelo banco estão conta corrente e poupança, cartões de crédito e débito, consórcios e empréstimos. Além de investimentos, seguros, previdência e soluções para dívidas.

Um diferencial é a atenção voltada para o agronegócio e microempresas, de modo a estimular o crescimento acelerado desses setores.

Sobre o Banco do Brasil

A história do Banco do Brasil se mistura com a história do próprio país. Em 1808 inicia-se um processo de modernização em terras brasileiras para receber a família real de Portugal.

Em maio do mesmo ano, Dom João VI chega ao país e pouco tempo depois, em 12 de outubro de 1808, o rei determina a criação do primeiro banco nacional, o Banco do Brasil.

A oferta pública inicial do Banco do Brasil no mercado financeiro aconteceu em 1817. Em 1819, o próprio banco financiou a abertura da Bolsa de Valores no Rio de Janeiro.

Na década de 1820, o Banco do Brasil enfrentou inúmeros problemas econômicos decorrentes das retiradas monumentais feitas pela Coroa Portuguesa. A consequência disso ocasionaria a falência do banco em 1829.

Já no Segundo Império, o Brasil começa a ter certa prosperidade, após o café despontar como a principal commodity da economia nacional.

No Rio Grande do Sul, Irineu Evangelista de Souza, conhecido como Barão de Mauá, inaugurou, em 1851, uma nova instituição financeira chamada Banco do Brasil.

O novo banco passou a ter exclusividade na emissão de moeda, mas não por muito tempo. Em 1866, com a criação da Casa da Moeda, o Banco do Brasil deixou de desempenhar a função de emitir moedas.

Apesar disso, o Banco do Brasil continuava sendo uma grande potência tanto como captador de depósitos como fornecedor de empréstimos.

Nesse contexto, a instituição financeira teve importante relevância quando da abolição da escravatura. Na época o banco exerceu o papel de financiar a vinda dos imigrantes europeus e investir na agropecuária.

As décadas que se seguiram também se mostraram bem-sucedidas ao Banco do Brasil:

Em 1905 a União assume o controle acionário da instituição e assim permanece até hoje;

Em 1906 o Banco entra, novamente, na Bolsa de Valores;

Em 1937, o Banco do Brasil lança a Carteira de Crédito Agrícola e Industrial;

Em 1941 chega ao território estrangeiro ao abrir uma agência no Paraguai;

Em 1944, em meio a Segunda Guerra Mundial, abre agências na Itália, país envolvido no conflito diretamente;

Nos anos 50 e 60, o Brasil experimentou um forte crescimento econômico e a sede do Banco do Brasil foi transferida ao Planalto Central;

Em 1964 a Lei da Reforma Bancária extingue a Sumoc e cria o Banco Central e o Conselho Monetário Nacional. Desse modo, o Banco do Brasil deixa de controlar a moeda brasileira;

Em 1968, a instituição lança o Cheque Ouro, o famoso cheque especial, sucesso para o público brasileiro;

Em 1976, o banco abre a sua milésima agência, em Barra dos Bugres, Mato Grosso;

Em 1985, ano de reabertura econômica nacional, é inaugurada a Fundação Banco do Brasil, com fins educacionais;

Em 1987, o Ourocard chega às mãos dos brasileiros;

Os anos 90 marcaram a volta das eleições diretas no país e a constante luta para controlar a inflação que impedia o crescimento econômico nacional. O BB teve papel central ao ser o responsável pela troca das moedas da época;

Em 2006 o Banco completou 100 anos de listagem na Bolsa e ascendeu ao título de empresa do Novo Mercado, o topo de governança corporativa.

Atualmente, o Banco do Brasil é a maior instituição financeira da América Latina e segue sua expansão por meio do fortalecimento de sua presença no exterior, revisão de suas práticas no varejo e expansão na área de cartões.

Banco do Brasil na Bolsa de Valores

A Oferta Pública Inicial (IPO) das ações do Banco do Brasil ocorreu em 1906 e suas ações podem ser negociadas através das ações BBAS3, que são suas ações ordinárias.

Itens importantes de analisar para as ações do Banco do Brasil é o free float e o tag along.

O free float é o percentual de ações do Banco do Brasil que está em livre circulação na bolsa de valores. Quanto maior esse número, melhor, já que com mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da companhia, e atualmente, 49,58% das ações BBAS3 de Banco do Brasil estão em livre circulação no mercado.

Já o tag along representa o direito, em caso de venda das ações do sócio controlador, de vender suas ações em conjunto, podendo receber os mesmos valores que o acionista majoritário em caso de tag along de 100%. No caso de BBAS3, o tag along é de 100%.

No ponto da governança corporativa, as ações BBAS3 estão listadas no segmento Novo Mercado da B3, que representa o mais alto nível de governança corporativa. Por isso, Banco do Brasil possui uma série de práticas que devem ser seguidas para o aumento de transparência e coerência de informações e a proteção de seus acionistas, incluindo minoritários, sinalizando assim.

Como declarar ações BBAS3?

Para declarar as ações do Banco do Brasil no Imposto de Renda (IRPF), siga os passos:

  • Você deve entrar no item "Bens e Direitos" e selecionar o código "03 - Participações Societárias";
  • Depois, selecione o código "01 - Ações (inclusive as listadas em bolsa)";
  • Depois, em localização, escolha o país do seu investimento, no caso de ações, escolha "105 - Brasil";
  • No campo do CNPJ, digite "00.000.000/0001-91";
  • Depois, em discriminação, coloque o código da ação e a quantidade de ações, por exemplo "BBAS3 - QUANTIDADE: 1000";
  • No final, coloque o valor total investido no campo "Situação em 31/12".

As ações do Banco do Brasil pagam dividendos?

As ações BBAS3 tem pago dividendos consistentemente todos os anos pelo menos nos últimos 10 anos. Em linha com o setor, historicamente o Banco do Brasil tem costume de pagar, aproximadamente, entre 30% e 40% de seu lucro líquido em forma de dividendos. O que permite concluir que o BB retém parte do lucro auferido para destiná-los a investimentos e demais fins.

Quando o Banco do Brasil paga dividendos?

Em seu histórico recente, o Banco do Brasil pagou dividendos, aproximadamente, a cada 3 meses. Entretanto, houveram alguns pagamentos de proventos que fugiram dessa periodicidade.

Na periodicidade trimestral de pagamentos, os proventos foram distribuídos, especialmente, sobre a forma de juros sobre capital próprio (JCP). Vale lembrar que, diferentemente dos dividendos, os JCPs são tributados em uma alíquota fixa de 15%.

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos do Banco do Brasil na aba "dividendos" aqui na página da empresa.