Você certamente já ouviu falar no livro “Pai rico, pai pobre”. Mas você já o leu? Você conhece as lições que esse livro ensina para quem quer aprender a investir?

Há muitas opções de literatura no mercado que servem para ajudar as pessoas a se tornarem melhores investidoras. Mas poucas são tão conhecidas quanto este best-seller.

“Pai rico, pai pobre”, na realidade é o primeiro de uma série de livros escritos por Robert Kiyosaki, já traduzido para mais de 51 línguas e que vendeu mais de 40 milhões de cópias.

Robert Kiyosaki, autor de “Pai rico, pai pobre”

Robert Kiyosaki é um empresário americano e autor de livros, nascido em 1947 no Hawaii. O foco das suas obras é a autoajuda para o ramo de finanças.

Sua graduação, no entanto, é de oficial de deck com bacharelado em ciência, sendo comissionado como segundo tenente da marinha americana em 1969.

No entanto, foi apenas no seminário da EST que ele atendeu em 1974 que ele então percebeu o que queria fazer e mudou completamente de vida.

No ano de 1977 ele fundou uma empresa chamada “Rippers”, que trouxe ao mercado americano as primeiras carteiras de surf de velcro e nylon. Essa empresa faliu.

Após várias outras tentativas de negócio, apenas em 1997 que ele lançaria o seu famoso livro “Pai rico, pai pobre”, e também a Cashflow Technologies, uma empresa de educação financeira.

Resumo do livro “Pai rico, pai pobre”

Este livro se propõe a ser um guia para ajudar as pessoas a se tornarem bem-sucedidas, principalmente por meio da mudança de hábitos e forma de pensar.

De forma geral, o seu conteúdo é bastante indicado para quem está começando e ainda não tem muito conhecimento a respeito de investimentos de forma geral.

Trata-se de um livro relativamente pequeno, e que conta com 10 capítulos principais, são eles:

  1. Pai rico, pai pobre: No primeiro capítulo de fato o autor explica as diferenças entre o pai e o pai pobre;
  2. Os ricos não trabalham pelo dinheiro: Trata-se de uma explicação a respeito de como o dinheiro deve trabalhar pelo investidor, e não o contrário;
  3. Para que alfabetização financeira?: O autor explica qual é a importância de compreender os conceitos do mundo financeiro;
  4. Cuide de seus negócios: Aqui ele explica sobre a importância de escolher investimentos que o investidor goste e entenda;
  5. A história dos impostos e poder da sociedade anônima: Neste capítulo ele faz uma breve explicação sobre a história dos impostos e sobre as S.As;
  6. Os ricos inventam dinheiro: Uma explicação sobre como os ricos conseguem encontrar oportunidades para ganhar dinheiro onde outros nem pensariam;
  7. Trabalhe para aprender, não trabalhe pelo dinheiro: Um capítulo dedicado a explicar que o conhecimento é o ativo mais valioso de um investidor:
  8. Como superar obstáculos: Aqui o autor explica sobre todas as crenças e sentimentos que impedem uma pessoa ter sucesso financeiro;
  9. Em ação: Neste capítulo o autor se propõe a falar sobre os 10 passos que ele seguiu para obter sua independência financeira;
  10. Ainda quer mais?: Um capítulo extra e bem curto que tem como objetivo ensinar como pôr em prática aquilo que o autor se propôs a ensinar.

O pai rico e o pai pobre de Robert Kiyosaki

Os tais pais que dão título à obra, tratam-se na realidade do pai verdadeiro do autor e de um amigo de seu pai. Ambos, então, lhe davam conselhos diferentes sobre a vida.

Enquanto um dos pais, que tinha um pensamento mais tradicional, focado no trabalho árduo, dizia que o “dinheiro era a razão de todo mal”, o outro pai, o rico, dizia o oposto.

O principal tema da obra acaba sendo a inteligência financeira que uma pessoa pode desenvolver para se tornar bem-sucedida no que quer que ela faça.

O início do livro é bastante focado em traçar as principais diferenças de pensamento entre um pai e outro, e como as suas formações tinham pouco a ver com sucesso financeiro.

Na realidade, o autor é um grande crítico daqueles que dizem que a única forma de obter sucesso é estudando, se formando em uma faculdade de renome e arranjando um bom emprego.

Os 10 passos ensinados em “Pai rico, pai pobre”

Agora veja um resumo com os 10 passos ensinados pelo autor sobre como se tornar uma pessoa financeiramente bem-sucedida e realizar os seus sonhos.

  1. Encontre aquilo que você quer fazer na sua vida e se dedique. Os arrogantes e os críticos são pessoas com baixa autoestima e que não assumem riscos;
  2. Você sempre tem o poder de escolher. Escolha as aquilo que tem mais chances de te colocar mais perto dos seus objetivos;
  3. Escolha bem os seus amigos. Se cerque de pessoas que possam te passar bons ensinamentos e mesmo maus, para aprender a não fazê-los;
  4. Crie e domine uma fórmula ou método de trabalho que te permite chegar mais rapidamente aos resultados desejados;
  5. Tenha autodisciplina, ou seja, sempre pague a si mesmo primeiro, independente de qualquer coisa. Isso te ajudará a ter motivação para pagar os credores;
  6. Não seja mesquinho com o seu dinheiro. Remunera bem aqueles que trabalham para você, para que eles se sintam motivados e te ajudem a ganhar mais dinheiro;
  7. Sempre solicite de volta aquilo que você emprestou, observando o retorno sobre o investimento, pois estes são os ativos que você recebe gratuitamente;
  8. Ativos compram supérfluos, em outras palavras, faça o dinheiro trabalhar por você, use seu desejo de consumir para motivar seu gênio financeiro a investir;
  9. Tenham pessoas em quem você pode se espelhar de forma positiva, pois isso irá ajudá-lo a alcançar os seus desejos, porque se eles podem você também pode.
  10. Toda ação gera uma reação, então procure sempre doar algo para alguém, mesmo antes de receber. Inclusive conhecimento, que é o bem mais precioso.

Vale a pena ler “Pai rico, pai pobre”?

A resposta é sim. Inclusive, se você for uma pessoa novata no mundo dos negócios. A obra, no entanto, não aborda com profundidade conceitos muito complexos.

O principal foco de “Pai rico, pai pobre” é ajudar as pessoas a desenvolverem uma forma de encarar a vida, os negócios e o dinheiro, que seja mais inteligente e realista.

Ver livro na Amazon