Você já leu o livro “Avaliando empresas, investindo em ações”? Se você quiser aprender a investir em ações de maneira correta, este livro pode ser um bom ponto de partida.

Há muitos fatores que devem ser considerados quando decidimos investir no papel de uma empresa. E há muitas formas de interpretar os dados disponíveis à nossa avaliação.

Uma dessas formas é por meio da “análise fundamentalista de ações”, que é justamente o tema principal dessa obra literária a qual iremos analisar hoje.

Os autores de “Avaliando empresas, investindo em ações”

“Avaliando empresas, investindo em ações” foi escrito por Carlos Alberto Debastiani e Felipe Augusto Russo, ambos brasileiros e investidores experientes da bolsa de valores.

Carlos, no caso, é um profissional formado em TI, formado em processamento de dados e que já deu assistência para centenas de empresas, principalmente financeiras.

Ele também é especialista em métodos e ferramentas de análise para o mercado de ações, além de ter autorado outros livros, como “Pare de viver na corda bamba”.

Já Felipe é um investidor profissional com mais de 20 anos de experiência na área.

Resumo de “Avaliando empresas, investindo em ações”

Primeiramente vale destacar que este livro é uma referência no mercado de ações brasileiro que, se comparado ao mercado internacional, é bem pouco envolvido.

Portanto, por se tratar de uma obra 100% escrita em português, isso o torna uma leitura mais fácil. O seu conteúdo, por conseguinte, é bastante rico.

O foco principal da obra é tratar especificamente sobre o tema “Análise Fundamentalista”, que é um dos métodos mais comuns utilizados para se investir em ações.

O tema, por sua vez, é explorado ao longo de 17 capítulos. São eles:

  1. A importância dos indicadores macroeconômicos;
  2. Considerações sobre fatores setoriais;
  3. O processo de divulgação dos dados de uma empresa;
  4. Conceitos básicos para entender o balanço patrimonial;
  5. Linhas gerais para a análise de balanços;
  6. Analisando empresas por meio de indicadores;
  7. Indicadores de balanço;
  8. Indicadores de mercado;
  9. Small caps, um bom negócio?;
  10. O preço-alvo da ação;
  11. Diversificação e balanceamento da carteira;
  12. Selecionando empresas de crescimento;
  13. Catástrofes naturais, acidentes e o comportamento do mercado;
  14. Compras e vendas estratégias;
  15. Sobrevivendo a crises internacionais;
  16. Gerenciamento de capital e reavaliação permanente;
  17. Conceitos estatísticos aplicados ao mercado de ações.

A maioria dos capítulos possui subcapítulos explorando mais minuciosamente o tema proposto pelo seu título.

De forma geral, o livro começa explorando os conceitos associados a macroeconomia e como as conjunturas ambientais podem influenciar uma empresa, e vai então afunilando.

Sua abordagem é bastante completa e focada ao ponto. Os autores exploram todos os pontos da análise de empresas fundamentalista.

Por outro lado, eles também abordam sobre como investir de forma segura e sobre a importância da diversificação de investimentos para qualquer investidor.

Vale destacar que se trata de uma obra bastante ilustrativa, recheada de gráficos e imagens de variados tipos, oferecendo um caráter bem didático e atuando como um manual.

Os conceitos da análise fundamentalista

A análise fundamentalista é uma metodologia de análise que foca tanto nos dados estruturais fornecidos pelas empresas, quanto o setor e o país em que elas se encontram.

Em outras palavras, os dados são avaliados de uma perspectiva macro até uma perspectiva micro. Do mercado, até a empresa individualmente.

Portanto, este tipo de metodologia de análise também depende de indicadores macroeconômicos fornecidos pelo governo e por agências independentes.

Depois, vem a análise setorial. Ou seja, o segmento no qual uma determinada empresa se encontra. Nesse ponto podemos falar em:

  • Setor industrial, composto de empresas que fabricam produtos e materiais para outras empresas;
  • Setor de serviços, que é composto por empresas que fornecem soluções tecnológicas ou não para outras empresas;
  • Setor de comércio, que depende exclusivamente da venda de produtos manufaturados diretamente aos consumidores.

Mesmos estes setores têm as suas subdivisões. Podemos falar, por exemplo, em empresas do segmento de energia, imobiliário, financeiro, químico, varejo, etc.

No fim, analisa-se cada companhia individualmente para saber se ela trata-se de uma boa opção dentro e fora do seu mercado de atuação.

Isso porque, mesmo se, por acaso, o segmento imobiliário esteja tendo bons resultados, isso não significa que todas as imobiliárias e incorporadoras estejam lucrando.

Podem haver aquelas que estão com problemas financeiros ou administrativos. E só será possível saber isso com uma análise individual.

A questão é que, o desempenho bom ou ruim de um setor ou da economia de um país, pode influenciar de forma bastante preponderante o desempenho de uma companhia.

Esse é o tipo de conteúdo explorado com bastante profundidade em “Avaliando empresa, investindo em ações”.

Os indicadores vistos em “Avaliando empresa, investindo em ações”

Veja agora todos os indicadores financeiros usados para avaliar uma empresa que este livro ajuda a compreender de forma bastante didática:

  • Grau de Endividamento (GE);
  • Índice de Independência Financeira (IF);
  • Liquidez Corrente (LC);
  • Liquidez Geral (LG);
  • Liquidez Imediata (LI);
  • Liquidez Seca (LS);
  • Lucro por Ação (LPA);
  • Margem Bruta (MB);
  • Margem Líquida (ML);
  • Rentabilidade sobre o Patrimônio Líquido (RPL);
  • Valor Patrimonial da Ação (VPA).
  • O livro também ajuda a compreender diversos indicadores importantes de mercado, que ajudam a avaliar se uma ação vale a pena ou não sem precisar se aprofundar na empresa.
  • Veja alguns:
  • EBITDA (Earnings Before Interest, Taxes, Depreciation and Amortization);
  • Price Sales Ratio (PSR);
  • Pay-Out;
  • Relação Preço/Lucro(P/L);
  • Relação Preço/Valor Patrimonial (P/VP);
  • Taxa de Retorno do Investimento (TR).

Uma ressalva que deve ser feita, é de que podem haver outras formas de se avaliar uma empresa, com outros indicadores. Mas o livro se foca na análise fundamentalista.

Vale a pena ler “Avaliando empresas, investindo em ações”?

Se o leitor deste livro estiver buscando informações precisas sobre tudo de mais importante que está relacionado ao investimento em uma ação, sim, vale a pena.

As explicações são bastante objetivas e o conteúdo em si é bem didático. Ainda há o fato de que o livro foi escrito por brasileiros, o que torna sua escrita ainda mais fácil.

Por outro lado, o livro é relativamente curto. Por mais que o seu conteúdo seja de alto valor e de grande qualidade, ainda se trata de uma obra indicada mais para iniciantes.

Ver livro na Amazon