Escrito por:

Marcilio Lima

O Santander (SANB11) encerrou o segundo trimestre de 2022 com lucro líquido gerencial (que desconsidera o ágio de aquisições) de R$ 4,084 bilhões, 6,6% a menos que um ano antes. Em relação ao 1T21, no entanto, o lucro cresceu 2%.

A margem do Santander com clientes teve um salto de 24,5% em um ano, para R$ 14,288 bilhões.  

A margem financeira bruta, que reflete o resultado do banco com operações que rendem juros, foi de R$ 12,775 bilhões no período, baixa de 4,8% em comparação anual, e de 8,3% em comparação trimestral, pressionada pelo menor resultado das operações de mercado.

As receitas de prestação de serviços e tarifas bancárias totalizaram R$ 4.882 milhões de no 2T22, crescimento de 5,7% em três meses, influenciado pelas receitas de seguros e cartões de crédito. No ano, as receitas totais cresceram 4,8%.

A carteira de crédito do banco cresceu 2,9% no trimestre, alcançando R$ 468,54 bilhões, com destaque para a atividade comercial do varejo.

O banco encerrou junho com R$ 986,589 bilhões em ativos, alta de 4,9% em um ano, e de 2,8% em comparação 1T22.

Fique por dentro dos resultados do 2T2022, acesse aqui a agenda de resultados.


Clique aqui para entrar no nosso canal do Telegram e ter acesso aos nossos conteúdos em primeira mão.