Escrito por:

Marcilio Lima

A Engie (EGIE3) obteve no segundo trimestre (2T22) com alta de 23,8% no lucro líquido, chegando a R$ 395 milhões, em relação segundo trimestre do ano anterior (2T21).

A companhia registrou um impairment (redução do valor recuperável de um ativo) de R$ 180 milhões no trimestre por causa do avanço do processo de venda da termelétrica a gás Pampa Sul (RS).

O lucro líquido ajustado de R$ 514 milhões, alta de 20,4% na comparação com 2021, e a um Ebitda ajustado de R$ 1,89 bilhão, aumento de 23,8%.

O Ebitda teve um aumento de 25,4% na comparação anual.

A receita operacional líquida no trimestre ficou em R$ 2,996 bilhões, queda de 4,4% ante o segundo trimestre de 2021.

A Engie também informou que foi aprovado a distribuição de R$ 578 milhões sob a forma de dividendos intercalares, equivalente a 55% do lucro líquido distribuível do 1T22. O valor corresponde a R$ 0,7082 por ação.


Clique aqui para entrar no nosso canal do Telegram e ter acesso aos nossos conteúdos em primeira mão.