Escrito por:

Marcilio Lima

A Camil obteve receita bruta de R$2,3 bilhões no quarto trimestre de 2021, 23,9% a mais que o mesmo período de 2020.

O EBITDA do trimestre atingiu R$234,2 milhões, crescimento de 60,5% e margem EBITDA de 10,3%, aumento de 2,4 pontos percentuais, ambos comparados ao igual período do ano anterior. Entretanto, no ano de 2021, o EBITDA atingiu R$809,8 milhões, acréscimo de 2,9% e margem EBITDA de 9,0%, queda de 1,6 pontos percentuais, em frente a 2020.

Já o resultado financeiro líquido ficou negativo em R$52,7 milhões no 4T21, acréscimo de 115,7% comparando ao quarto trimestre de 2020 e R$127,6 milhões, crescimento de 50,1% no ano em função, principalmente, de juros sobre financiamentos e instrumentos financeiros derivativos em ambos os períodos.

O lucro líquido da Camil chegou a R$143,5 milhões, alta expressiva de 68,7% em comparação trimestral 4T20-4T21, ficando com margem de 6,3%, expansão de 1,7 pontos percentuais, também comparando ao mesmo período. No ano, o lucro líquido atingiu R$478,7 milhões, elevação de 3,5% e margem de 5,3%, baixa de 0,9 pontos percentuais, em frente ao ano de 2020.

Dividendos da Camil

A Camil aprovou a distribuição de juros sobre capital próprio (JCP) no valor de R$ 25 milhões, correspondente ao valor bruto unitário de R$ 0,069680254 por ação.

A data de pagamento do JCP é 10 de junho de 2022 (10/06/22) com data base no dia primeiro de junho de 2022 (01/06/22). Terão direito ao JCP todos os acionistas detentores de ações ordinárias de emissão da Camil na data base.


Clique aqui para entrar no nosso canal do Telegram e ter acesso aos nossos conteúdos em primeira mão.