Fiagro (BBGO11) analisa perspectivas otimistas em meio ao crescimento do PIB no primeiro trimestre

Escrito por:

Daniel Silva

O BB Fiagro (BBGO11) ressalta, em seu relatório gerencial de maio, o impacto positivo do crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro no primeiro trimestre de 2023, que registrou um aumento de 1,9%, superando as expectativas. Esse crescimento foi impulsionado pelo avanço do setor agrícola, que apresentou um crescimento de 21,6% no período.

Segundo a gestão do BBGO11, a tendência para 2023 é de um incremento de 7,5% no PIB agropecuário, impulsionado por uma safra recorde de grãos. Esse aumento na produção foi favorecido por condições climáticas mais estáveis e impulsionado pela demanda externa por alimentos, que continua aquecida, além de um câmbio favorável, apesar da queda nos preços.

Diante desse cenário promissor para o setor, o BBGO11 projeta uma maior rentabilidade para o fundo. A cultura da soja é esperada para ser a principal responsável pelo aumento no valor bruto de produção (VBP) das cadeias produtivas, com um incremento de 10,5% na rentabilidade bruta esperada.

O cultivo de grãos representa a maior parte da carteira de ativos do BBGO11, com uma participação de 24,99%. O relatório também destaca a redução do descompasso entre o valor de mercado do fundo e o valor patrimonial, apresentando uma margem de atratividade de 15,04%.

Atualmente, o valor de mercado do BBGO11, referente às cotas negociadas na B3, está em R$ 334,9 milhões, enquanto o valor patrimonial, com base nos ativos da carteira do fundo, é de R$ 392,5 milhões.

O BB Fiagro possui em seu portfólio Certificados de Recebíveis Agrícolas (CRA), Letras de Crédito Agrícola (LCA), Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRI) e debêntures vinculados ao agronegócio. Os rendimentos do fundo são isentos de imposto de renda.

Em relação à composição da carteira, o relatório destaca que, em maio, 96,49% dos ativos correspondiam a Certificados de Recebíveis Agrícolas (CRA), enquanto 3,51% estavam em liquidez (operações compromissadas e caixa). Os CRAs atrelados ao Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) representam 46,33% do total, enquanto os atrelados ao Certificado de Depósito Interbancário (CDI) correspondem a 50,16%, com diversificação entre 36 emissores diferentes.

Os CRAs atrelados ao IPCA são remunerados com uma taxa de compra média de IPCA+6,92% ao ano, enquanto os CRAs relacionados ao CDI apresentam uma taxa média de compra de CDI+2,83% ao ano. No mês de maio, o BBGO11 distribuiu R$ 0,90 por cota, resultando em um dividend yield de 1,05%.

O BB Fundo de Investimento de Crédito (BBGO11) é um fiagro registrado na CVM e é gerido pelo Banco do Brasil. Sua negociação teve início na B3 em fevereiro de 2022.

O fundo tem como principal objetivo adquirir créditos de recebíveis do agronegócio (CRAs), letras de crédito do agronegócio (LCAs), créditos de recebíveis imobiliários lastreados em créditos do agronegócio (CRIs), letras de crédito imobiliário lastreado em créditos do agronegócio (LCIs) e ativos de liquidez.

Dentro dos CRAs adquiridos, a gestão busca uma diversificação entre diferentes devedores, cadeias produtivas e regiões.

Mais lidas da semana