FIIs HCTR HCTR11

Hectare CE FII

Conheça Hectare CE FII fii HCTR11

O Hectare CE FII é um fundo imobiliário de capital aberto negociado na bolsa de valores brasileira, suas cotas são negociadas através do ticker HCTR11.

TIPO Papel

SEGMENTO CRIs

CNPJ

PÁGINA NA B3Ver site ⇨

MANDATO

GESTÃO

PÚBLICO

O FII Hectare CE é listado no ambiente de bolsa de valores brasileira, a B3, por meio do ticker HCTR11. Curiosamente, a tipificação do Fundo é indefinida, uma vez que o mesmo pode alocar recursos, advindos de emissões em cotas, tanto em imóveis físicos (seja em construção ou aquisição) quanto em valores mobiliários (títulos de renda fixa relacionados ao mercado imobiliário e cotas de outros FIIs). Logo, o HCTR11 não é, exclusivamente, caracterizado como fundo de tijolo ou fundo de papel, pois pode optar por adotar múltiplas estratégias de investimento, em conformidade com o que é permitido nas políticas de investimento do Fundo.

Em virtude das operações realizadas, o Fundo aufere resultados que devem ser distribuídos aos cotistas até o décimo (10º) dia útil do mês subsequente ao recebimento dos recursos. Operacionalmente, o HCTR é gerido pela Hectare Capital Gestora de Recursos Ltda e administrado pela Vórtx DTVM Ltda. Adicionalmente, o Fundo possui prazo de duração indeterminado, o que reforça sua visão de longo prazo para os investimentos realizados.

Além disso, similarmente aos diversos FIIs, o HCTR é constituído sob a forma de fundo/condomínio fechado, ou seja, tanto a compra quanto a venda de cotas ocorrem no mercado secundário, no ambiente de bolsa de valores, de forma similar às compras e vendas de ações.

A estratégia do HCTR11

Inicialmente, o Hectare CE FII visa gerar a valorização de suas cotas no mercado, no longo prazo, para isso o fundo, em geral, objetiva auferir ganhos de capital e rendimentos, advindos de ativos imobiliários, nos quais suas políticas de investimento o permitem alocar recursos.

Em linhas gerais, a maior porção do patrimônio líquido do HCTR11 é alocado em CRIs (Certificados de Recebíveis Imobiliários – títulos de renda fixa). Consequentemente, parte majoritária das receitas de rendimentos e ganhos de capital auferidos pelo HCTR11 são provenientes destes títulos de renda fixa. Entretanto, o fundo imobiliário detém a posse de outros ativos relacionados ao mercado imobiliário como, por exemplo, cotas de outros FIIs e recursos alocados sobre o propósito de caixa. No entanto, como anteriormente mencionado, a maior parte da carteira do Fundo é alocada em CRIs.

Uma breve análise dos CRIs em posse do HCTR11 permite notar uma ampla diversificação em diversos quesitos. Inicialmente, os CRIs do portfólio do fundo, de forma consolidada, estão expostos a diversos setores, como:

  • Incorporação (imobiliária);
  • Corporativo;
  • Shoppings;
  • Loteamentos;
  • Multipropriedade.

Além disso, em virtude de possuírem prazos, geralmente, mais alongados, os CRIs normalmente são indexados a índices inflacionários, em prol de garantir o retorno real (acima da inflação) ao investidor que se expõe a esses títulos. No caso do HCTR, especificamente, predominam CRIs indexados ao IPCA (índice inflacionário calculado pelo IBGE). Em seguida, tem-se com presença relevante nos CRIs do Fundo, os CRIs indexados ao IGP-M (índice elaborado pela FGV).

Desse modo, a partir de sua estratégia de aquisição de CRIs, o HCTR entregou, em meses passados, elevados Dividend Yields mensais. Isso ocorre devido ao fato de que grande parte dos títulos em posse do FII podem ser considerados títulos High Yield, ou seja, títulos que possuem rendimentos mais elevados, pois são remunerados através de um índice de inflação acrescido de uma taxa pré-fixada razoavelmente elevada, em comparação às taxas atualmente praticadas na renda fixa.

Além dos CRIs, o Fundo possui outros dois investimentos, em FIIs. O HCTR possui posição nos FIIs HCST11, fundo de desenvolvimento imobiliário de um projeto de Student Housing, e no FII RBHY11, fundo gerido pela Rio Bravo com estratégia de investimentos High Yield.

As taxas do HCTR11

Conforme relatório disponibilizado pelo Fundo, no HCTR são incidentes às três seguintes taxas em suas respectivas alíquotas de cobrança:

  • Taxa de administração, controladoria e custódia: 0,21% ao ano do patrimônio líquido do fundo;
  • Taxa de gestão: 0,99% ao ano do patrimônio líquido do fundo;
  • Taxa de performance: 10% sobre o que exceder 100% do CDI.

Vale destacar que, caso o HCTR11 passe a ser um FII presente da composição do IFIX (índice de referência de desempenho de FIIs), é previsto que a forma de cobrança das taxas pode ser alterada. Consequentemente, as taxas incidentes sobre o patrimônio líquido do Fundo passariam a incidir sobre seu valor de mercado, ou seja, sobre sua precificação em bolsa de valores.

Dividendos HCTR11

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos na aba "dividendos" aqui da página da fii.

Mural de discussão

Se a sua dúvida é sobre algum ativo, pesquise-o na caixa de busca e verifique se a sua dúvida já foi respondida por algum membro da comunidade.