Ações Celulose Irani RANI3

Irani Papel e Embalagem SA

A Irani (ações RANI3) é uma das principais indústrias nacionais do setor e derivados de papel e celulose, embalagens e papelão, possuindo liderança em alguns segmentos onde atua. Ver mais

Conheça Celulose Irani ações RANI3

A Celulose Irani é uma companhia de capital aberto que negocia suas ações na bolsa de valores brasileira, elas são negociadas sob o ticker RANI3 na B3.

Indicadores RANI3

  • P/L5,17

  • LPA1,33

  • P/VPA1,67

  • VPA4,12

  • DY8,94%

A Irani Papel e Embalagem, ações RANI3, é uma empresa brasileira que atua no segmento de papel e celulose, mais especificamente produzindo papéis para embalagens e embalagens de papelão ondulados. Ainda, os produtos da companhia provêm de bases florestáveis renováveis, sendo 100% recicláveis, e exportados para mais de 30 países.

As áreas de negócios do grupo se dividem em:

  • Florestal

A empresa possuía, até 2020, quase 40 mil hectares de terras localizadas nos estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. Seu principal objetivo é suprir as demandas de madeira para a produção de celulose e energia nas fibras de papel e embalagem, e de resina para a produção de breu e terebintina; além de comercializar madeira no mercado regional. Suas florestas possuem o certificado C020437 do Forest Stewarship Council® (FSC®) desde 2008, que avalia o manejo sustentável das mesmas.

  • Papel

Os papéis produzidos pela empresa possuem as certificações ISO 9001 e C009947 (da Cadeia de Custódia do FSC®), que certificam a qualidade e sustentabilidade dos mesmos. Ainda, a companhia consegue fabricar 7 tipos de papel, variando de 30 a 200 gramas. Ademais, sua produção se dá nas unidades Papel SC, em Vargem Bonita – Santa Catarina; e Papel MG, em Santa Luzia – Minas Gerais. Seu processo de produção se dá por meio das seguintes etapas: Estoque de Cavacos, Fabricação de polpa, Branqueamento, Formação de Folha e Acabamento.

  • Embalagem

O ramo de embalagens da empresa conta com, além das certificações possuídas pelo Papel, a certificação ISO 14001. Nesse âmbito, são produzidos caixas e chapas em papéis kraft, branco e reciclado, de diversas gramaturas, e chapas de papelão ondulado em ondas simples e duplas.

  • Resina

Também certificados pela ISO 9001, nessa área são fabricados breu e terebintina extraídos da goma-resina das florestas de Pinus elliotti. Esses artigos são indicados para a produção de tintas, vernizes, adesivos, entre outros produtos. Sua unidade fabril (Unidade Resina) está localizada em Balneário Pinhal – Rio Grande do Sul, tendo capacidade para produzir até 50 toneladas de breu e 15 toneladas de terebintina por dia. É interessante ressaltar, ainda, que 97% da produção dessa área era destinada para exportação, até 2020.

A HISTÓRIA DA IRANI (RANI3)

A trajetória da Irani começou em 1941, quando Alfredo Fedrizzi foi para Campina da Anta (atual Campina da Alegria) e fundou a Celulose Irani Ltda, começando a construção da primeira fábrica da empresa. Nessa época, devido a Segunda Guerra Mundial (1939- 1945), o mercado papeleiro no Brasil sofreu um crescimento espontâneo. Também na década de 40, foi inaugurada a Usina Hidrelétrica Flor do Mato.

Agora, a década de 50 foi marcado pelo Plano Nacional de Desenvolvimento Econômico (Plano de Metas), elaborado durante o governo do presidente Juscelino Kubitschek. Nesse prisma, o setor de papel e celulose foi muito beneficiado, principalmente a produção de celulose de eucalipto. Ademais, nesse período também houveram a inauguração da usina hidrelétrica São Luiz, em Ponte Serrada – Santa Catarina; e a conclusão da montagem da Máquina de Papel II, iniciando-se a montagem da Máquina III.

Continuando, uma política de incentivos fiscais para a indústria papeleira foi estabelecida na década de 60, beneficiando ainda mais a Irani. Nesse sentido, a empresa também iniciou o plantio de novas espécies, como o Pinus (sendo suas sementes provenientes da Georgia – EUA). Outrossim, a maior parte do papel produzido nessa época era levado para a cortadeira, sendo o restante encaminhado para a rebobinadeira Cavalari (máquina italiana para fazer bobinas).

Ainda, uma troca de comando ocorreu na Irani na década de 70, pois, Alfredo Fedrizzi passou seu cargo de administrados para Edgar Fredrizzi. Foi nessa época, também, que o Primeiro Programa Nacional de Papel e Celulose foi criado; além da Máquina de Papel IV ter sido inaugurada, marcando de vez a produção de papel Kraft pela Irani.

A década seguinte destacou-se pela consolidação da indústria de papel e celulose no país, tendo a empresa realizado altos investimentos em infraestrutura, fato esse que refletiu no aumento da produtividade. Nesse contexto, foram concluídas as obras da Usina Hidrelétrica de Cristo-Rei, em Ponte Serrada – Santa Catarina; e da caldeira GAZA (caldeira de Biomassa).

A última década desse milênio foi marcada pelo início da competição internacional das empresas brasileiras no setor. Ainda, o Grupo Habitasul assumiu o controle acionário da Irani. Sob nova gestão, a empresa adquiriu a Orprin Fábrica de Papel Ondulado, situada em Santana do Parnaíba – São Paulo, marcando o ingresso da Irani no mercado de papel ondulado. Além disso, os negócios da Unidade Fabril Móveis, em Rio Negrinho – Santa Catarina, foi incorporado pela companhia.

Agora, na primeira década do novo milênio ocorreram diversas inaugurações, como: Máquina de Papel V, Unidade Fabril de Embalagens (em Campina da Alegria), Usina de Co-geração de energia (em Papel – SC) e a Unidade Embalagem SP Indaiatuba. Vale ressaltar, também, que nesse período a Irani foi a segunda empresa no setor de Papel e Celulose no mundo e a primeira no Brasil a ter créditos de carbono emitidos pelo Protocolo de Kyoto.

Continuando, a última aquisição realizada pela empresa foi a Indústria de Papel e Papelão São Roberto S.A., com base em São Paulo e unidades fabris na capital paulistana e em Santa Luzia – MG (na década de 2010). Por fim, a empresa atualmente negocia no Novo Mercado da B3 (ações B3SA), segmento de listagem que representa o maior grau de governança corporativa da bolsa brasileira.

Celulose Irani na Bolsa de Valores

O IPO das ações da Celulose Irani foi realizado em 1977 e suas ações podem ser negociadas através das ações RANI3, que são suas ações ordinárias.

Itens importantes a serem analisados para as ações da Celulose Irani é o free float e o tag along.

O free float é o percentual de ações da Celulose Irani que está em livre circulação na bolsa de valores. Quanto maior esse número, melhor, por que quanto mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da empresa, e atualmente, 41,33% das ações RANI3 de Celulose Irani estão em livre circulação no mercado.

Já o tag along representa o direito, em caso de venda das ações do sócio controlador, de vender suas ações em conjunto; no caso de tag along de 100%, podem ser recebidos os mesmos valores do acionista majoritário. No caso de RANI3, o tag along é de 100%.

No ponto da governança corporativa, as ações RANI3 estão listadas no segmento Novo Mercado da B3, que representa grau máximo de governança corporativa. Como resultado, Celulose Irani possui uma série de práticas que devem ser seguidas para aumentar a transparência e consistência das informações e a proteção de seus acionistas, incluindo minoritários, assim caracterizando.

Como declarar ações RANI3?

Para declarar as ações da Celulose Irani no Imposto de Renda (IRPF), siga os passos:

  • Você deve entrar no item "Bens e Direitos" e selecionar o código "03 - Participações Societárias";
  • Depois, selecione o código "01 - Ações (inclusive as listadas em bolsa)";
  • Depois, em localização, escolha o país do seu investimento, no caso de ações, escolha "105 - Brasil";
  • No campo do CNPJ, digite "92.791.243/0001-03";
  • Depois, em discriminação, coloque o código da ação e a quantidade de ações, por exemplo "RANI3 - QUANTIDADE: 1000";
  • No final, coloque o valor total investido no campo "Situação em 31/12".

As ações da Celulose Irani pagam dividendos?

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos da Celulose Irani na aba "dividendos" aqui na página da empresa.