Ações Eneva ENEV3

Eneva SA

A Eneva (ações ENEV3) é a maior empresa privada de gás natural do Brasil. Seus domínios ficam no estado do Amazonas e Maranhão. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a empresa detém 38% de toda produção nacional de gás natural extraído do solo. Em usinas utilizando gás natural, a empresa possui 11% de todo o ramo no Brasil, sagrando-se também como líder de empresas privadas no setor. Ver mais

Conheça Eneva ações ENEV3

A Eneva é uma empresa de capital aberto com ações listadas na bolsa de valores brasileira, elas são negociadas através do ticker ENEV3 na B3.

Indicadores ENEV3

  • P/L20,33

  • LPA0,73

  • P/VPA2,5

  • VPA5,93

  • DY0%

A Eneva (ações ENEV3) é a maior empresa privada de gás natural do Brasil. Seus domínios ficam no estado do Amazonas e Maranhão. Segundo a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), a empresa detém 38% de toda produção nacional de gás natural extraído do solo. Em usinas utilizando gás natural, a empresa possui 11% de todo o ramo no Brasil, sagrando-se também como líder de empresas privadas no setor.

A Eneva (ações ENEV3) venceu o leilão no fim de maio de 2019 para ser a responsável pelo abastecimento de energia elétrica no estado de Roraima, utilizando o gás extraído do campo "Azulão" situado no Amazonas. A empresa vem crescendo de maneira fundamentada depois de se descolar da imagem de Eike Batista. Em 2013, foi vendida para a empresa alemã E.ON que foi fundamental na reorganização da companhia. Segundo dados, a empresa vem em crescimento desde 2017. Especialistas avaliam que o setor elétrico tende a crescer demasiadamente a longo prazo, o que tem atraído mais investidores.

A Eneva diminuiu os riscos de falta de estoque de gás, fortaleceu suas bases de extração e realizou a extensão de seus domínios, tudo isso foi primordial para a alta das ações na bolsa. Geralmente, as grandes usinas térmicas compram o gás para realizar suas operações, a Eneva assumiu os riscos e trabalha em um sistema chamado reservoir-to-wire, em que além de gerar energia através do gás natural, a companhia vai em busca da extração da sua matéria-prima, o que traz um destaque significativo frente aos seus concorrentes. Com esta ousadia, a Eneva diminui seus custos de produção e aumenta a margem Ebitda do segmento.

Em 2024, a Eneva (ações ENEV3) vai entregar mais três novos projetos, onde se destaca o Azulão-Jaguatirica. Essa será uma usina térmica situada na cidade de Boa Vista - Roraima. A cidade é a única capital no Brasil que não é integrada ao SIN - Sistema Interligado Nacional, que é responsável por levar energia aos estados. A energia de Boa Vista em sua grande maioria depende de usinas de carvão e diesel provenientes da Venezuela, um fornecedor nada confiável.

A Eneva utilizará gás natural extraído do "Azulão", no estado do Amazonas. A matéria-prima passará por um processo de liquefação e viajará vários quilômetros de caminhão até chegar à cidade Boa Vista, onde abastecerá a usina e consequentemente gerará energia para a população local. Segundo estimativa de especialistas, a companhia possui margem para crescimento de 17% ao ano entre 2020 e 2024.

Como o sistema brasileiro é extremamente dependente de usinas hidrelétricas, quando o nível dos reservatórios desce em tempos de seca, a Eneva se beneficia dessa previsibilidade através da sua geração de energia baseada em elementos naturais.

O setor de energia é um dos mais perenes no Brasil e isso contribui para que diversos investidores apostem em um futuro vitorioso para a empresa Eneva (ações ENEV3).

Quem não se lembra dos tempos em que eram comuns os apagões? Depois dessas experiências nada agradáveis, o regulador decidiu incentivar e disseminar projetos com fontes de energia alternativas. Mas também vivemos em tempos de consciência ambiental e a geração de energia com carvão e diesel, por exemplo, deve ficar para trás com o surgimento de diversos projetos revolucionários capazes de assegurar a geração de energia em situações mais adversas de maneira segura, eficaz e responsável.

A Eneva (ações ENEV3) traduz um exemplo de empresa que renasceu das cinzas, se solidificou no mercado e continua inovando e trazendo lucro aos seus acionistas. Para o longo prazo, os investidores esperam colher frutos de uma grande companhia capaz de inovar no mercado com o seu produto e influenciar grandes mercados através do seu status inovador de gestão empresarial.

Mesmo que a empresa esteja inserida em um setor com concorrentes de peso, sua ousadia em inovar e crescer vem sendo grandes aliados para sua posição de destaque na bolsa brasileira. O nome de Eike Batista ficou para trás e isso pode ajudar e muito na elevação das ações na bolsa e maior prestígio frente aos grandes parceiros comerciais e operacionais. Grandes escândalos provocam grandes derrocadas, mas a Eneva já se mostrou firme em relação à sua nova maneira de enfrentar desafios. Não se pode esperar nada menos do que resultados extraordinários desta empresa que está caminhando em passos largos para quem sabe ser a empresa líder do seu segmento em escala nacional.

Eneva na Bolsa de Valores

O IPO das ações da Eneva ocorreu em 2007 e suas ações podem ser negociadas através das ações ENEV3, que são ações ordinárias.

Itens importantes de analisar para as ações da Eneva é o free float e o tag along.

O free float é o percentual de ações da Eneva que está em livre circulação no mercado. Quanto maior esse número, melhor, por que quanto mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da empresa, e atualmente, 99,65% das ações ENEV3 de Eneva estão em livre circulação no mercado.

Já o tag along significa o direito, em caso de venda das ações do sócio controlador, de vender suas ações junto; no caso de tag along de 100%, podem ser recebidos os mesmos valores do acionista majoritário. No caso de ENEV3, o tag along é de 100%.

No ponto da governança corporativa, as ações ENEV3 estão listadas no segmento Novo Mercado da B3, que representa o mais alto nível de governança corporativa. Por isso, Eneva possui uma série de práticas que devem ser seguidas para aumentar a transparência e consistência das informações e a proteção de seus acionistas, incluindo minoritários, assim caracterizando.

Como declarar ações ENEV3?

Para declarar as suas ações da Eneva no Imposto de Renda (IRPF), siga os seguintes passos:

  • Você deve entrar no item "Bens e Direitos" e selecionar o código "03 - Participações Societárias";
  • Depois, selecione o código "01 - Ações (inclusive as listadas em bolsa)";
  • Depois, em localização, escolha o país do seu investimento, no caso de ações, escolha "105 - Brasil";
  • No campo do CNPJ, digite "04.423.567/0001-21";
  • Depois, em discriminação, coloque o código da ação e a quantidade de ações, por exemplo "ENEV3 - QUANTIDADE: 1000";
  • No final, coloque o valor total investido no campo "Situação em 31/12".

As ações da Eneva pagam dividendos?

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos da Eneva na aba "dividendos" aqui na página da empresa.