Ações CEEE CEED4, CEED3

Cia Estadual de Distribuicao de Energia Eletrica SA

Conheça CEEE ações CEED4, CEED3

A CEEE é uma companhia de capital aberto negociada na bolsa de valores brasileira, suas ações são negociadas sob o ticker CEED4, CEED3 na B3.

Indicadores CEED3

  • CotaçãoR$ 41,00

  • P/L-13,62

  • LPA-3,01

  • P/VPA-1,06

  • VPA-38,81

  • DY0%

Indicadores CEED4

  • CotaçãoR$ 49,00

  • P/L-16,28

  • LPA-3,01

  • P/VPA-1,26

  • VPA-38,81

  • DY0%

A CEEE (ações EEEL3 e EEEL4) representa a divisão de transmissão e geração de energia elétrica da antiga Comissão Estadual de Energia Elétrica, uma empresa atuante no estado do Rio Grande do Sul com os diversos setores relacionados ao setor de energia elétrica.

Em um primeiro momento de sua trajetória, a CEEE se tratava de uma companhia estatal que atuava com todos os ramos do setor de energia elétrica: geração, transmissão e distribuição.

Ao longo do tempo, a inicial CEEE foi reestruturada diversas vezes, em diversas sociedades e com diversos propósitos, principalmente em termos de segregação das atividades e melhor divisão e controle das companhias.

A CEEE passa por um processo, explicitamente informado por seu portal de investidores (RI), de desestatização, ou seja, seu capital foi privatizado.

A privatização ocorreu em divisões da companhia.

Em geral, cada uma das divisões da CEEE (geração, transmissão e distribuição) foi leiloada e, consequentemente, comprada por diferentes empresas, de forma em que o capital da original CEEE foi privatizado para diversas empresas.

O braço de distribuição de energia foi vendido para o grupo Equatorial (ações EQTL3 na B3).

Já o braço de geração de energia elétrica foi privatizado para a Companhia Florestal do Brasil, ligada à CSN (ações CSNA3 na B3).

Por fim, uma das divisões de geração e transmissão foi privatizada para a CPFL (ações CPFE3), essa divisão é a porção representada pelas ações EEEL3 e EEEL4, sobre as quais basearemos o proceder desse texto.

Basicamente, as ações EEEL3 e EEEL4 representam a CEEE-GT, uma das companhias anteriormente controladas pela CEEE, que atua com geração e transmissão de energia, conforme sugere a sigla GT na nomenclatura.

Essa porção da empresa, atualmente controlada pela CPFL, possui uma ampla infraestrutura em prol de atuar tanto com a geração quanto com a transmissão de energia elétrica.

Já a divisão de distribuição de energia elétrica fica à cargo da companhia de distribuição, relacionada ao consumidor final de eletricidade, controlada pelo grupo Equatorial (EQTL3).

A trajetória da CEEE (EEEL3 e EEEL4)

A CEEE possui praticamente 80 anos no mercado brasileiro, com a atuação no setor elétrico.

A companhia iniciou sua trajetória como uma empresa estatal e, ao longo do tempo, foi reestruturada diversas vezes.

Atualmente, a CEEE foi fatiada em divisões e privatizada para demais empresas, majoritariamente atuantes no setor elétrico.

A trajetória da CEEE se iniciou no decorrer do ano de 1943, sobre a nomenclatura de Comissão Estadual de Energia Elétrica, desde o início como uma companhia estatal.

Nesse primeiro momento, o objetivo da companhia era de aproveitar o potencial hidrelétrico do estado do Rio Grande do Sul.

Dessa forma, desde seu início, a matriz de geração de energia elétrica da CEEE é o modal hidrelétrico, com base em infraestruturas de diversos portes, estabelecidas ao longo da trajetória da CEEE.

No ano de 1945, foi iniciado o chamado “programa de eletrificação”, que consistia no início de obras de usinas hidrelétricas e, em linha com isso, o preparo de pessoal para operar a infraestrutura da CEEE, conforme a evolução da empresa.

Ao longo de sua trajetória, a CEEE passou por diversas mudanças em sua estrutura societária, com a criação de novas sociedades, controladas pela CEEE, e divisões, atuantes com setores diversos.

Assim como a empresa teve sua subordinação frequentemente alterada entre diversos entes estatais, em virtude de problemas, majoritariamente relacionados à dívida estadual, do estado do Rio Grande do Sul.

Ao andar mais adiante, no decorrer do ano de 1996 foi permitida a alienação do patrimônio social da empresa sem abrir mão de seu controle.

Isso significa que, no decorrer do ano em questão, foram vendidas parte das ações da CEEE tanto para pessoas físicas (PF) quanto para as pessoas jurídicas (PJ).

Basicamente, nesse momento, a CEEE se tornou uma empresa de capital misto, ou seja, ela possuía, nesse momento, sócios tanto do poder público quanto da iniciativa privada da economia brasileira.

Ainda no ano de 1996, a CEEE passou por uma nova reestruturação e, com isso, foram estruturadas novas empresas, controladas pela CEEE, atuantes com os diversos setores do setor elétrico.

Nesse momento, a CEEE passou a controlar diversas subsidiárias que atuavam nas frentes de geração, transmissão e distribuição de energia elétrica.

Em geral, a companhia desde já atuava com toda a cadeia do setor elétrico: desde a geração até a distribuição de energia ao consumidor final.

Já no decorrer do ano de 1997, ocorreu a privatização de apenas uma porção dessas subsidiárias, anteriormente controladas pela CEEE.

Ao longo do ano de 2006, a divisão básica da CEEE ocorria entre o braço de distribuição de energia elétrica da CEEE e o braço de geração e transmissão de energia elétrica da CEEE.

Iniciada no ano de 2021, e com prosseguimento no ano de 2022, a CEEE passou por um processo de privatização total de seu patrimônio, resultado no atual braço de geração e transmissão, representado pelas ações EEEL3 e EEEL4, e por outras companhias que envolvem geração e distribuição.

Isso resultou na atual empresa atuante com geração e transmissão de energia elétrica, no estado do Rio Grande do Sul.

A CEEE (EEEL3 e EEEL4) atualmente

A divisão da antiga CEEE é uma empresa atuante com a geração e transmissão de energia elétrica.

O foco da empresa ocorre no estado do Rio Grande do Sul somente.

Anteriormente, a CEEE era uma empresa estatal. Nos dias atuais, a CEEE foi fatiada a privatizada.

A porção da empresa representada pelas ações EEEL3 e EEEL4, é controlada pela CPFL (ações CPFE3 na bolsa).

Ao passo em que a CPFL é controlada pela companhia chinesa State Grid Brazil Power Participações.

A companhia possui uma ampla infraestrutura, localizada no Rio Grande do Sul, para atuar tanto com a geração quanto com a transmissão de energia elétrica.

Na frente de geração de energia elétrica, a companhia atua somente com a modalidade hidrelétrica, por meio de uma infraestrutura composta por:

  • 5 usinas hidrelétricas (UHEs);
  • 8 pequenas centrais hidrelétricas (PCHs);
  • 2 centrais geradoras hidrelétricas (CGHs);

Já na frente de transmissão de energia elétrica, a companhia possui aproximadamente 6 mil quilômetros de linhas de transmissão, assim como uma série de subestações que servem como base para operar essa infraestrutura e possibilitar a chegada da energia ao consumidor final.

Também possui uma atuação ativa na redução de impactos negativos, ao meio ambiente, causados pelas atividades da companhia. A ação da companhia, em prol de sustentabilidade, se resume a monitorar, preservar e recuperar eventuais danos gerados ao meio ambiente.

CEEE na Bolsa de Valores

O IPO das ações da CEEE foi realizado em 2007 e suas ações podem ser negociadas por meio das ações CEED3, que são ações ordinárias, e ações CEED4, que são suas ações preferenciais.

Ponto importante de analisar para as ações da CEEE é o free float.

O free float é a quantidade de ações da CEEE que está em livre circulação na bolsa de valores, então quanto maior esse número for, melhor, por que quanto mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da empresa, e atualmente, 4,66% das ações CEED3 e 99,34% das ações CEED4 de CEEE estão em livre circulação no mercado.

Diferença entre as ações CEED4 e CEED3

A principal diferença entre as ações da CEEE é que as ações ordinárias (CEED3) dão direito a voto nas assembleias da empresa e as ações preferenciais (CEED4) possuem preferência na distribuição dos dividendos, apesar das ações ordinárias também pagarem dividendos.

Criamos um artigo completo que explica em detalhes a diferença entre as acões ON, PN e UNITs, clique aqui para acessar o artigo.

Como declarar ações CEED4 e CEED3?

Para declarar as suas ações da CEEE no Imposto de Renda (IRPF), siga os seguintes passos:

  • Você deve entrar no item "Bens e Direitos" e selecionar o código "03 - Participações Societárias";
  • Depois, selecione o código "01 - Ações (inclusive as listadas em bolsa)";
  • Depois, em localização, escolha o país do seu investimento, no caso de ações, escolha "105 - Brasil";
  • No campo do CNPJ, digite "08.467.115/0001-00";
  • Depois, em discriminação, coloque o código da ação e a quantidade de ações, por exemplo "CEED3 - QUANTIDADE: 1000";
  • No final, coloque o valor total investido no campo "Situação em 31/12".

As ações da CEEE pagam dividendos?

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos da CEEE na aba "dividendos" aqui na página da empresa. Você também vai conseguir ver qual das ações CEED4, CEED3 paga mais dividendos.