Ações Burger King BKBR3

BK Brasil Operação e Assessoria a Restaurantes SA

O Burger King (ações BKBR3) é uma rede de restaurantes especializada em fast food, a segunda maior rede de hambúrgueres do mundo com mais de 15 mil lojas e mais de 14 milhões de consumidores por dia, alcançando mais de 100 países. Ver mais

Conheça Burger King ações BKBR3

O Burger King é uma empresa de capital aberto com ações listadas na bolsa de valores brasileira, elas são negociadas através do código BKBR3 na B3.

O Burger King (ações BKBR3), ou simplesmente BK, é uma rede de lanchonetes especializada em lanches e hambúrgueres, as famosas redes fast food. Conheça a história dessa grande rede de restaurantes espalhada por todo o mundo.

A trajetória do BK (ações BKBR3) se iniciou em 28 de junho de 1953, quando Keith J. Kramer e Matthew Burns se uniram para inaugurar uma lanchonete onde o foco era que as pessoas pudessem se alimentar de maneira rápida e prática. E nessa data, surge o Insta-Burger King, sendo esse a primeira razão social da rede de lanchonetes conhecida atualmente. A primeira unidade ficava localizada em Jacksonville, no Estado da Flórida.

Na época, as dificuldades financeiras eram grandes, e os sócios Kramer e Burns se vêem na necessidade de vender o restaurante. Após o anúncio, James Whitman McLamore e David Edgerton acertam a compra do restaurante, pois acreditavam no potencial de crescimento do modelo e do restaurante em si. Após a compra ser confirmada, o restaurante teve seu nome alterado, dessa vez para Burger King.

Depois de receber um novo nome, o restaurante agora terá uma segunda unidade inaugurada. O local escolhido foi no subúrbio de Miami, também na Flórida.

  • Curiosidade: Os Milk-Shakes eram vendidos por 18 centavos de dólar;
  • O cardápio básico da empresa sempre contou com hambúrgueres, batatas fritas, refrigerantes e sorvetes.

Três anos depois, em 1957, surge o hambúrguer tido como grande característica e criação do BK, o sanduíche Whopper, que é vendido até os dias de hoje.

No ano de 1961, se iniciava o modelo de negócio do tipo de franquia nacional e internacional. A primeira franquia internacional se localizava em Porto Rico, dois anos após o início do modelo, em 1963. A estratégia de iniciar a venda de franquias foi um grande sucesso. Como comprovação, em 1967, o Burguer King já possuía cerca de 275 lanchonetes em funcionamento.

Em 1974, começaram os divertidos comerciais na qual os funcionários da rede cantavam a seguinte música (em tradução livre).

“Segure os picles, segure a alface, pedidos especiais não nos incomodam. Tudo o que pedimos é que nos deixe servir do seu jeito!”

A letra em questão fazia referência ao maior concorrente até hoje, o McDonald’s, que era representado como rígido quando em relação aos seus pedidos e alterações no mesmo, enquanto demonstrava que o Burguer King era flexível nessa relação. Em 1975, a primeira unidade no continente europeu foi inaugurada em Madrid.

Em 1983, o Burger King (ações BKBR3) começa a abrir restaurantes em faculdades e escolas, com a primeira unidade inaugurada na Northeastern University localizada em Boston, em Massachusetts. Pouco tempo depois, é criado o Burger King Kids Club, conquistando em menos de dois meses mais de um milhão de inscritos. Em 1993, o milésimo restaurante é aberto em Sydney, na Austrália, junto da primeira unidade na Arábia Saudita, seguidas de unidades em Israel, Peru, República Dominicana, Omã, Nova Zelândia e El Salvador. Na época, a empresa já contava com mais de 7.500 restaurantes distribuídos por 56 países.

As primeiras lojas do Burger King (ações BKBR3) no Brasil foram inauguradas no ano de 2004, instaladas nas cidades de São Paulo e Brasília. Desde então, com o passar dos anos, o número de franquias vem crescendo cada vez mais.

Avançando um pouco, já em 2011, o grupo 3G Capital, dos empresários Jorge Paulo Lemann, Carlos Alberto Sicupira e Marcel Telles, grandes acionistas da maior cervejaria do mundo, a Ab InBev, acertam a compra do Burger King, totalizando o valor de US$ 4 bilhão. Junto disso, a Berkshire Hathaway, do bilionário Warren Buffett, surgiu em cena quando o Burger King comprou o grupo canadense de restaurantes Tim Hortons por US $11 bilhões. A Berkshire financiou US $3 bilhões para o BK. Após o acordo, o Burger King passou a ter uma subsidiária denominada de Restaurant Brends International.

Pouco tempo depois, é realizada a compra de uma das maiores redes de frango frito do mundo, a POPEYES Louisiana Kitchen por US $1,8 bilhão. As operações do restaurante se iniciaram no Brasil em 2018, com o Burger King (ações BKBR3) como administradora, e o contrato assinado tem duração de 20 anos, podendo ser estendido.

Ao final de 2013, o setor administrativo do BK informou que haviam mais de 13 mil restaurantes distribuídos em 79 países, com cerca de 66% instalados nos Estados Unidos. Mais de 90% das unidades do Burger King são gerenciadas por franqueados independentes, inclusive, algumas dessas franquias regionais recebem o “poder” da confiança da empresa, podendo firmar novos contratos de franqueados em nome da Companhia.

Em 19 de outubro de 2017, o Burger King protocolou o pedido de registro de companhia aberta e de sua oferta inicial de ações , dando início ao processo para fazer essa parte do Novo Mercado da B3, o mais alto nível em relação à governança corporativa na B3. Em 18 de dezembro de 2017, as ações do BK começaram a ser negociadas com o ticker “BKBR3”. O IPO captou o valor de, aproximadamente, R$1,9 bilhões.

O Burger King é a segunda maior rede de hambúrgueres do mundo, ficando atrás somente do McDonald's. Atualmente, a empresa de investimentos brasileira 3G Capital tem a participação de private equity por meio de sua subsidiária, a “Restaurant Brands International”. Por possuir em sua grande maioria franquias privadas, a empresa adotou o modelo de ser quase totalmente formada por franquias em 2013.

Burger King na Bolsa de Valores

O IPO das ações do Burger King ocorreu em 2017 e suas ações podem ser negociadas por meio das ações BKBR3, que são ações ordinárias.

Itens importantes a serem analisados para as ações do Burger King é o free float e o tag along.

O free float é o número de ações do Burger King que está em livre circulação, então quanto maior esse número for, melhor, por que quanto mais ações disponíveis para negociação, aumenta o interesse de mais investidores, impactando a liquidez da companhia, e atualmente, 98,87% das ações BKBR3 de Burger King estão em livre circulação no mercado.

Já o tag along representa o direito, em caso de venda das ações do sócio controlador, de vender suas ações junto, podendo receber os mesmos valores que o acionista majoritário em caso de tag along de 100%. No caso de BKBR3, o tag along é de 100%.

No ponto da governança corporativa, as ações BKBR3 estão listadas no segmento Novo Mercado da B3, que representa o mais alto nível de governança corporativa. Por isso, Burger King possui uma série de práticas que devem ser seguidas para aumentar a transparência e consistência das informações e a proteção de seus acionistas, incluindo minoritários, assim caracterizando.

Como declarar ações BKBR3?

Para declarar as ações do Burger King no Imposto de Renda (IRPF), siga os seguintes passos:

  • Você deve entrar no item "Bens e Direitos" e selecionar o código "03 - Participações Societárias";
  • Depois, selecione o código "01 - Ações (inclusive as listadas em bolsa)";
  • Depois, em localização, escolha o país do seu investimento, no caso de ações, escolha "105 - Brasil";
  • No campo do CNPJ, digite "13.574.594/0001-96";
  • Depois, em discriminação, coloque o código da ação e a quantidade de ações, por exemplo "BKBR3 - QUANTIDADE: 1000";
  • No final, coloque o valor total investido no campo "Situação em 31/12".

As ações do Burger King pagam dividendos?

Você pode consultar a agenda dos próximos pagamentos de dividendos e o histórico de dividendos do Burger King na aba "dividendos" aqui na página da empresa.